Covid-19: CNS recomenda vacinação de adolescentes

Conselho é dirigido por ex-candidato a prefeito pelo PT
-Publicidade-
Foto: Breno Esaki/Agência Saúde
Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

Na sexta-feira 17, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) recomendou que o Ministério da Saúde (MS) “mantenha a vacinação de todos os adolescentes de 12 a 17 anos” contra a covid-19. O órgão é uma instância colegiada vinculada ao MS. Contudo, nem todos os seus membros são médicos ou atuam na área.

Leia também: “Aos 16 anos, Isabelli morreu depois de tomar a vacina da Pfizer”

O presidente do CNS é Fernando Zasso Pigatto. No site da instituição, ele aparece com formação em gestão ambiental, área que não é diretamente relacionada à saúde.

-Publicidade-

Pigatto tentou ser eleito prefeito de Rosário do Sul (RS) pelo PT. Filiado ao PT desde 1986, ocupou o cargo de chefe de gabinete de Valdeci Oliveira (PT-RS), prefeito de Santa Maria (RS) entre 2001 e 2005, e teve o emprego de “assessor parlamentar na Câmara dos Deputados e da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul”.

Conselho reprova as contas do Ministério da Saúde

Ainda na sexta-feira, o CNS reprovou as contas do MS de 2020. “Ninguém aqui está brincando de ser conselheiro e conselheira de Saúde”, disse o petista. “Todos aqui temos responsabilidade com aquilo que decidimos. Portanto, esses 77% de reprovação mostram o posicionamento deste CNS, majoritário, por tudo que aconteceu em 2020.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.