-Publicidade-

Covid-19: Fiocruz e Pfizer já pediram o registro definitivo da vacina na Anvisa

A Anvisa tem 60 dias, a contar da data da entrega dos documentos, para analisar os pedidos
Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo
Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo | Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo
ministério público investiga
Vacina da Fiocruz é a grande aposta do governo federal | Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo

A agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já recebeu dois pedidos para o registro definitivo da vacina contra a covid-19. O primeiro deles, no dia 29 de janeiro, foi feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para o imunizante desenvolvido pela Universidade Oxford em parceira com a farmacêutica AstraZeneca. O segundo foi enviado neste sábado, 6, pela Pfizer para seu fármaco de imunização. A Anvisa tem 60 dias, a contar da data da entrega dos documentos, para analisar os pedidos.

A vacina da Fiocruz vem sendo utilizada em caráter experimental no país e é a principal aposta do governo federal. A fabricante brasileira tem um contrato de transferência completa de tecnologia com os desenvolvedores e pretende começar a produzir, inclusive, o Ingrediente Farmacêutico Ativo — a matéria prima do imunizante — no Brasil até o começo do outono. A programação da entidade é entregar 210 milhões de doses do imunizante contra a covid-19 em 2021.

O Ministério da Saúde ainda não fechou nenhum contrato de fornecimento com a Pfizer. Segundo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a farmacêutica exige termos contratuais que a isentam de responsabilidade por seu produto. A criação de um fundo com ativos do governo brasileiro no exterior é um deles — sua função seria cobrir eventuais indenizações impostas à empresa em razão de efeitos colaterais causados pelo imunizante.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês