Depois de dois meses foragido, Zé Trovão se entrega à polícia

Advogados do caminhoneiro afirmam que ele 'está ao dispor da Justiça para provar sua inocência'
-Publicidade-
Zé Trovão estava foragido no México e decidiu voltar ao Brasil para se entregar à Polícia Federal
Zé Trovão estava foragido no México e decidiu voltar ao Brasil para se entregar à Polícia Federal | Foto: Reprodução/Redes sociais

Depois de ter passado quase dois meses foragido no México, o caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, decidiu se entregar nesta terça-feira, 26, à Polícia Federal (PF). A informação foi confirmada por seus advogados, Elias Mattar Assad e Thaise Mattar Assaci.

De acordo com os defensores de Zé Trovão, ele se entregou de forma “espontânea” à PF em Joinville (SC), onde mora. O caminhoneiro, que ajudou na organização e na divulgação dos atos de 7 de Setembro em defesa do presidente Jair Bolsonaro, foi alvo de uma ordem de prisão expedida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

-Publicidade-

Segundo informações do jornal O Globo, Zé Trovão teria deixado o México e viajado para o Peru na semana passada, já com o objetivo de retornar ao Brasil. A volta ao país teria acontecido no último fim de semana, mas o caminhoneiro se entregou aos policiais apenas hoje.

Apesar da ordem de prisão emitida por Moraes, Zé Trovão não chegou a ser detido no México. Seu nome ainda não havia sido incluído na lista da Interpol, de modo que ele não poderia ser preso no exterior.

No comunicado à imprensa, os advogados do caminhoneiro afirmam que ele “está ao dispor da Justiça para provar sua inocência”.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.