Desde 2003, nenhum funcionário público federal foi demitido por mau desempenho

Apenas 4,3 mil servidores foram dispensados em 17 anos
-Publicidade-

Apesar de a Constituição Federal prever a possibilidade, não há lei que regule o dispositivo

carlos francisco portinho no senado
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Enquanto a Reforma Adminstrativa não anda, milhares de funcionários públicos no país se beneficiam dos privilégios da categoria. Só na administração pública federal, de acordo com informações do Painel Estatístico de Pessoal do Ministério da Economia, são mais de um milhão de servidores — um crescimento de 15% em relação ao mesmo número de 2003.

-Publicidade-

Leia também: “Sevidores, a casta privilegiada não atingida pela crise”

Entretanto, se o quadro de funcionários encorpou e ganhou mais de sete mil pessoas por ano, as demissões somaram apenas 4,3 mil em 17 anos. O site Ranking dos Políticos listou as causas mais recorrentes que levam um servidor público a ser demitido. Curiosamente, desde 2003, nenhum funcionário foi dispensado por mau desempenho. Isso porque, apesar de a Constituição Federal prever a possibilidade, isso nunca aconteceu, pois não há lei que regule o dispositivo. Dentre as propostas previstas na Reforma Administrativa, está a demissão do servidor público federal por mau desempenho.

Fonte: Ranking dos políticos

 

A seguir, confira quais são os órgãos federais que mais demitiram nos últimos 17 anos. Na liderança, está o INSS, seguido da Receita Federal e da Polícia Rodoviária Federal.

Fonte: Ranking dos Políticos
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. E ainda são “autoridade”. Não o desacate pois sofreras punição conforme painéis fixados nos ambientes de desatendimento ao público.

  2. Doa a quem doer. O funcionário público, nas três esferas, é um casta superprivilegiada. Não é cobrado por produtividade, assiduidade, urbanidade e honestidade. Nada os atinge, muito menos a demissão por justa causa.

  3. Ou seja, tudo xinelinho esquerdista preguiçoso. Que ainda por cima reclama e pede mais! Deviam tomar um sopapo na oreia pra aprender a dar valor, pois tem gente que se esforça mais e não está no lugar deles!

  4. Todas as X que dependo dos bons serviços desses “camaradas”, me sinto lisonjeado. Funcionários públicos, sejam de qual estrutura pertencer, a nível municipal, estadual ou federal, só nos dão orgulho.
    A eles, execrados dentro das próprias familias que um dia aplaudidos foram, em concurso realizado, os nossos parabéns pelo q têm contribuído cardinalmente, para a separação dos povos, numa imitação inconteste das práticas comunistas, unicamente para manter o status quo financeiro, de independência. O BRASIL não precisa dessas pessoas, independente de sua natureza exótica.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.