Donos da Marabraz compram prédio da Abril na Marginal do Tietê

Um dos símbolos do jornalismo brasileiro, o imóvel foi vendido em leilão por R$ 118 milhões
-Publicidade-
Construída na década de 1960, a estrutura tem quase 52 mil metros quadrados
Construída na década de 1960, a estrutura tem quase 52 mil metros quadrados | Prédio da Editora Abril, na Marginal Tietê | Foto: Divulgação/Editora Abril

O prédio que serviu como sede da Editora Abril na Marginal do Tietê, em São Paulo, foi arrematado pela LP Administradora de Bens Ltda. — a informação foi divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo e pelo site Poder360. A empresa é controlada pelos irmãos Nader Fares e Abdul Fares, proprietários das lojas Marabraz. O leilão do imóvel terminou na sexta-feira 21 e o lance vencedor atingiu R$ 118 milhões.

O local ainda não foi completamente desocupado, mas o Grupo Abril deve deixar o endereço até 31 de dezembro de 2021. Construído na década de 1960, o espaço de quase 52 mil metros quadrados abriga um prédio de seis andares e três galpões.

-Publicidade-

A venda do imóvel é parte do plano de recuperação judicial da companhia aprovado em 2019. Na época, a dívida da empresa superava R$ 1,6 bilhão.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comments

  1. A Abril é seguida de perto por outras jurássicas saudosas pelo dinheiro público.
    Todo empresário normal busca reinventar seu negócio quanto às receitas e despesas….
    Esse segmento se acostumou a fechar as contas nas costas da viúva (Governo Federal).

  2. Um novo Brasil se descortina. Vamos celebrar e seguir trabalhando pela ordem e progresso. Viva o capitalismo e abaixo a corrupção e a mamação nas tetas da patria Amada. Essas empresas acostumadas a favores em troca de favores vão desaparecendo e dentro de uns 7 anos o Brasil estará livre delas que figura’rão apenas em livros velhos de algum sebo que ainda sobreviva… Viva a nova ordem brasileira!

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site