Em crise, Globo demite repórteres consagrados no Rio e em São Paulo

Motivo seria reduzir despesas cortando altos salários
-Publicidade-
Os jornalistas Alberto Gaspar (esq) e Ari Peixoto (dir) | Foto: Divulgação
Os jornalistas Alberto Gaspar (esq) e Ari Peixoto (dir) | Foto: Divulgação

Os jornalistas veteranos Alberto Gaspar (São Paulo) e Ari Peixoto (Rio de Janeiro) não integram mais o quadro de funcionários da TV Globo. O motivo: a emissora quer reduzir despesas cortando altos salários. Gaspar trabalhou por quase quatro décadas na empresa, atuando como repórter e correspondente internacional. Em 34 anos de casa, Peixoto ocupou as mesmas posições que o colega. Obtidas pelo portal Metrópoles na quinta-feira 7, as cartas de despedida dos dois profissionais revelam clima de “velório” nas redações da Globo.

Recentemente, a Globo demitiu outros profissionais cujos contracheques são gordos. Fernando Saraiva, que estava na emissora desde 1999, foi um deles. O repórter especial Roberto Paiva também, além do produtor Robinson Cerântula. Reportagem publicada na Edição 54 da Oeste mostrou que a crise interna da emissora só cresce. Em 2020, a Globo teve lucro de R$ 167 milhões, número menor se comparado ao registrado um ano antes: R$ 752,5 milhões.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.