Em Londrina, PF fecha estufa clandestina utilizada para cultivo de maconha

Galpão usado pelos criminosos para o cultivo de maconha contava com iluminação especial e sistema de climatização
-Publicidade-
Galpão usado para cultivo de maconha em Londrina | Foto: Reprodução/PF
Galpão usado para cultivo de maconha em Londrina | Foto: Reprodução/PF

A Polícia Federal (PF) fechou nesta quinta-feira, 13, em Londrina, no Paraná, um galpão comercial que foi transformado em estufa clandestina para o cultivo de maconha que era revendida na região.

Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, uma pessoa foi presa em flagrante no momento em que fazia a manutenção das mudas de maconha.

-Publicidade-

A ação fez parte da Operação Evil Harvest deflagrada com o objetivo de desarticular um grupo criminoso que explorava atividades de tráfico de entorpecentes.

Cerca de 10 policiais federais cumpriram dois mandados de busca e apreensão nas cidades de Londrina e Cambé, ambas no interior do Paraná.

Pelas imagens divulgadas pela PF, é possível ver que o galpão usado pelos criminosos contava com iluminação especial e sistema de climatização.

A operação recebeu o nome de Evil Harvest em alusão à tentativa do grupo em cultivar a própria maconha revendida aos usuários finais. Evil Harvest significa Colheita Maldita em uma tradução livre.

Segundo a Polícia Federal, os investigados responderão pelo crime de tráfico de entorpecentes e associação criminosa, cujas penas máximas somadas atingem 18 anos de reclusão.

Na terça-feira 11, foi realizada a maior apreensão de droga no Brasil em 2022. 18 toneladas de maconha foram apreendidas camufladas sobre carga de milho em Laguna Carapã, no Mato Grosso do Sul. A carga seguia para Santos, no litoral paulista.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.