Em nota, Ives Gandra nega que esteja organizando as manifestações de 7 de Setembro

Áudio que circula na internet imita a voz do jurista
-Publicidade-
Jurista emitiu nota sobre o ocorrido
Jurista emitiu nota sobre o ocorrido | Foto: Vivi Zanatta/Estadão Conteúdo

Circula em grupos de WhatsApp um áudio atribuído ao jurista Ives Gandra da Silva Martins, com instruções de como os manifestantes do 7 de Setembro devem agir no Dia da Independência. Os brasileiros se organizam em várias cidades para protestar contra os mais recentes atos de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Contudo, a gravação não é de Ives Gandra. Em nota obtida pela Revista Oeste, ele negou que esteja organizando os atos. “É falso e criminoso”, informou o jurista, nesta quinta-feira, 26. “Não lidero qualquer espécie de movimento”, acrescentou, ao mencionar que diverge ocasionalmente dos juízes do STF. “Tenho respeito e admiração pelos ministros.”

ives gandra
Foto: Divulgação
-Publicidade-

Leia também: “Supremo Talibã Federal”, artigo de J. R. Guzzo publicado na Edição 74 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

16 comentários

  1. O medo está dominando todas as vozes, muito triste isso. Eu não ouvi tal áudio, mas será que chamar para essa manifestação DEMOCRÁTICA , é mais criminoso do que estão fazendo os supremos???

  2. Qual o problema de alguém convocar as pessoas pra se manifestarem? É impressionante como estão com medo.do STF…o medo paralisa gente. Parem com isso. Quem não deve não teme…

  3. Não acredito que tenha sido o jurista. Existe sempre um “sem noção ” para sujar a imagem alheia. E cuidado! Com certeza terá gente vestido de verde e amarelo, para tocar o terror e colocar a culpa nas pessoas de bem…

  4. Esse é o problema. Enquanto a esquerda dá as caras, não tem vergonha mesmo, nem na cara, boicota quem é direito, bloqueia patrocinadores, o nosso lado é assim, um bando de acovardados, bundões que parecem sentir vergonha de defender o país. Assim, merecemos a bandidagem nos ferrando mesmo.

    1. Esse é o grande mal do brasileiro. Falta coragem, autonomia e compromisso com a história. É sempre assim, contemporizando sempre. Por isso que os livros retratam apenas os heróis. Esses sempre tem coragem.

  5. O Brasil só será um pais de verdade quando as pessoas pensarem coletivamente. Enquanto anônimos e celebridades colocarem interesses pessoais acima de tudo, de todos e do país, nada será mudado. E o resultado é esse. Medo de perder o que foi conquistado. Mas infelizmente se todos perderem, o individual também perderá.

  6. V. Exª tem admiração e respeito pelos onze urubus do $TÊEFE, Dr. Gandra? Pois, eu não tenho por nenhum deles. Em meus 74 anos, nunca vi uma corte tão tão prejudicial aos interesses da sociedade, com essa atual.

  7. Ilmo. Sr. Dr. Ives Gandra Martins, desculpe-me, mas respeito é devido a quem respeita, não a quem desrespeita o povo e nossa Constituição. Não respeito nenhum dos atuais.

  8. Acho que o Dr. Ives, com todo o currículo e idade que tem, não se aventuraria a liderar movimento algum. Mas o mais importante, na minha opinião, é que ele reconhece que o STF está cometendo várias ilegalidades e invadindo prerrogativas dos outros poderes de forma claramente inconstitucional. Ele disse isto abertamente no debate de que ele participou no dia 26/08 na rádio Guaíba de Porto Alegre.

  9. Está bem, já entendemos que não foi ele. Porém basta emitir uma nota negando e só. Agora dizer que tem respeito e admiração pelos ministros foi totalmente desnecessário ou então é medo de ser preso também, quem sabe?

  10. SINCERAMENTE, COM TODO RESPEITO AO ILUSTRE PROFESSOR, SENTIR RESPEITO E ADMIRAÇÃO PELOS INTEGRANTES DO STF É DEMAIS. ATÉ O CONSELHEIRO FICOU
    ABISMADO!

  11. É importante respeitar o dr. Ives e quem fez esse audio provavelmente é da oposição ao governo Bolsonaro. Considero-o o mais notável jurista brasileiro, digno e respeitoso crítico dos atos e ações inconstitucionais de alguns membros do STF, que entretanto vem desprezando seu alto nível de conhecimento constitucional porque dela participou na constituinte de 1988. Apoia varias iniciativas e ações deste governo, inclusive defendendo as urnas AUDITÁVEIS e condenando atos de intervenção do poder judiciário no legislativo e no executivo , dai porque é desonesto que alguém se utilize de seu nome para envolve-lo em manifestações democráticas ordeiras que seguramente apoia mas até pela elevada idade não age como ativista. Melhor respeita-lo e ouvir seus pareceres contra atos inconstitucionais do STF, que poucos juristas tem coragem de fazê-lo, do que perder sua notável presença nos idôneos meios de comunicação em defesa da democracia e de quem a pratica.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro