Em quatro meses, Brasil ganha 2 milhões de eleitores de 16 a 18 anos

Segundo TSE, o número representa um aumento de quase 50% em relação ao mesmo período em 2018
-Publicidade-
Ministro Luiz Edson Fachin durante a abertura da sessão nesta quinta-feira, 5
Ministro Luiz Edson Fachin durante a abertura da sessão nesta quinta-feira, 5 | Foto: Reprodução/YouTube

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta quinta-feira, 5, que, entre janeiro e abril deste ano, o país ganhou pouco mais de 2 milhões de eleitores na faixa etária de 16 a 18 anos.

Os dados foram divulgados pelo presidente do TSE, ministro Luiz Edson Fachin, na abertura da sessão do tribunal desta quinta. De acordo com ele, o número representa um aumento de quase 50% em relação ao mesmo período em 2018 e de 57% em relação a 2014. Segundo o ministro, o resultado é “um reflexo da mobilização encabeçada pelo TSE”.

-Publicidade-

De acordo com o tribunal, nos últimos 31 dias, foram registrados 8,9 milhões de pedidos de eleitores para regularização ou emissão do título, tanto de forma presencial quanto on-line. “E é com orgulho e satisfação que anuncio o resultado parcial de todo esse esforço, que superou todos os recordes já registrados pela Justiça Eleitoral brasileira em 90 anos”, observou Fachin.

O prazo para regularizar o título de eleitor terminou ontem. O primeiro turno das eleições está previsto para 2 de outubro deste ano.

Leia também: “Estão querendo virar a mesa”, texto de J.R. Guzzo publicado na edição 108 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.