-Publicidade-

Empresário que fiscaliza obras da prefeitura doa para campanha de Covas

Dória Vieira figura integra a Associação Paulista de Empresários de Obras Públicas
Covas decidiu lançar projeto que dá tablets para alunos carentes justo no início da pré-campanha para prefeito. Coindidência? <br> Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Covas decidiu lançar projeto que dá tablets para alunos carentes justo no início da pré-campanha para prefeito. Coindidência?
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil | tablets, Bruno Covas, educação, projeto escola digital, eleições 2020

Dória Vieira figura como representante da Associação Paulista de Empresários de Obras Públicas

bruno covas - prefeito de são paulo
Bruno Covas, candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo | Foto: Heloísa Ballarini/Secom/PMSP

Entre os doadores da campanha pela reeleição do prefeito Bruno Covas (PSDB) em São Paulo está Antônio Marcos Dória Vieira, dono de empresas ligadas à construção civil. O empresário, que contribuiu até agora com R$ 80 mil para o tucano, aparece como representante titular da Associação Paulista de Empresários de Obras Públicas em atas de reuniões da Operação Urbana Consorciada Água Espraiada (OUCAE), grupo composto por representantes do poder público e da sociedade civil, criado em 2001 para propor e fiscalizar obras da prefeitura.

Entre as obras propostas pela OUCAE, estão intervenções na Marginal Pinheiros, no córrego do Jabaquara, na avenida Jornalista Roberto Marinho e o reassentamento de centenas de famílias. O último relatório apresentado pelo grupo aponta que quase R$ 4 bilhões já foram movimentados nesses empreendimentos.

Leia também: “Bruno Covas cumpriu só 35% das metas de governo em 2019”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. Deixem ver se eu entendi: O fiscal de obras públicas agora é quem faz doações para a campanha de quem deve ser fiscalizado? Antigamente isso acontecia ao contrário o fiscalizado era quem pagava propina para o fiscal, não era assim? Ou estou ficando doido? É a retro propina ou corrupção às avessas? Ou é falta de vergonha na cara mesmo?

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês