EXCLUSIVO: Mandetta ignorou parecer de entidade médica a favor da cloroquina

Documento encaminhado pela Sociedade Brasileira de Cancerologia ao Ministério da Saúde recomendava uso de medicamento em caráter excepcional
-Publicidade-
Mandetta não acatou recomendação de entidade médica | Foto: Marcos Corrêa/PR
Mandetta não acatou recomendação de entidade médica | Foto: Marcos Corrêa/PR

Documento encaminhado pela Sociedade Brasileira de Cancerologia ao Ministério da Saúde recomendava uso do medicamento em caráter excepcional

Mandetta não acatou recomendação de entidade médica | Foto: Marcos Corrêa/PR
-Publicidade-

Quando esteve à frente do Ministério da Saúde, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta ignorou uma manifestação da Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC), uma das mais respeitadas entidades médicas do país, com mais de 70 anos de atuação, em favor da utilização precoce da cloroquina e da hidroxicloroquina em pacientes com os primeiros sintomas de covid-19 no país.

Leia na Revista Oeste: “A solução que venceu a ideologia”

Oeste obteve com exclusividade o documento. Ele foi incluído em investigações do Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul (MPF-RS) relacionadas ao tratamento de pacientes da covid-19. A manifestação da SBC foi encaminhada ao então ministro em 13 de abril; Mandetta deixou o ministério três dias depois. Em suma, sua saída ocorreu após ele resistir a adotar os dois medicamentos como protocolo de atendimento para a covid-19. Enquanto esteve à frente do Ministério da Saúde, Mandetta recomendou o uso da cloroquina apenas para pacientes em estado grave. Nesse meio-tempo, ele alegava que adotaria o medicamento como protocolo após a existência de evidências médicas robustas sobre a droga.

Em sua manifestação, a Sociedade Brasileira de Cancerologia defendeu a ideia de que o medicamento deveria ser ministrado em caráter emergencial em virtude da então “situação crítica de pandemia COVID 19, da ausência de vacina e de tratamentos disponíveis efetivamente satisfatórios”. […] “O protocolo de tratamento monitorado da CQ/HCQ E AZITROMICINA é abrangente, eficaz, de baixo custo com potencial de grande disponibilidade no mercado e com baixa incidência de efeitos adversos”, defendia na época a Sociedade Brasileira de Cancerologia.

Mandetta ignorou documento

O documento é assinado pelo presidente da entidade, Ricardo César Pinto Antunes. Para Antunes, existiam protocolos favoráveis à adoção do medicamento até então. “O protocolo terapêutico precoce está alinhado às melhores evidências científicas (ENSAIOS CLÍNICOS) que se disponibilizam nesse momento emergencial da crise epidemiológica, na manutenção da saúde dos cidadãos brasileiros e na manutenção do equilíbrio dos sistemas de saúde públicos e privados”, defendeu a entidade.

Leia sobre cooperação internacional: “Trump enviará para o Brasil 2 milhões de comprimidos de cloroquina”

A polêmica relacionada à administração precoce da cloroquina foi responsável pela exoneração de dois ministros: Mandetta e Nelson Teich. Nesse meio-tempo, os dois resistiram à adoção da medicação. Depois da saída de ambos, o Ministério da Saúde adotou, em maio, uma nova orientação, autorizando a administração da cloroquina a pacientes que manifestem os primeiros sintomas da covid-19.

Confira a íntegra do documento

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

53 comentários

      1. SE FICAR COMPROVADO QUE A HIDROCLOROQUINA É EFICAZ NO TRATAMENTO DA COVID-19, MANDETTA E MUITOS POLÍTICOS SERÃO JULGADOS PELO CRIME CONTRA A POPULAÇÃO BRASILEIRA.

      2. As muitas mortes devem ser atribuidas a este ministro que ficou fazendo live todo dia pra aterrorizar a população enquanto permitia um protocolo de não tratamento nós primeiros sintomas, deixando a doença progredir até ficar intratável e matar.

      3. É amigo. Não será o contrario . A hidrocloroquina funciona !!! Salva vidas.

      4. porque Bolsonaro ir pra cadeia? Se o STF ja tinha o direito dele decidir sobre o covid nos estados, para adminsitração da verba publica. Bolsonaro cansou de pedir, a população peiu para ele, Mandeta, liberar o remedio, e ele se manteve firme e não liberou, pois alegava falta de estudos, quando já eistia provas do uso do remedios a mais de 100 anos, so no Brasil. Sim, ele Mandete, deve responde pela omissão. Mais de 31 mil pessoas que poderiam estar vivas, e Ainda teve o documento que ele assinou junto com Moro, para prender qualquer um que saisse da quarentena. Os governadores oportuistas, dois por dinheiro sem licitação, fizeram festas. Onde esta agora aplicação de todas as verbas recebidas pelo gov federal? Esqueceu? Ainda tem governador querendo prender mais ainda, indepedente dos suicidios, desempregos, fome, empresas fechadas, doenças pre-existentes em pacientes com medo de ir aos hospital e com isso morreram em casa ou entubados, alegando-se ser covid, quando não era, a impresna tambem matou com suas noticias de covas e caixoes infenidamente nas redes e tv, e querendo orientar a populaçã a nao tomar o hidroxi, enfim,… Não esqueça, ainda que aqui livrem-se da cadeia, mas temos um juiz eterno, nos céus, que julgara a todos.

      5. Impossível ser o contrário, paciente sendo avaliado por médico antes de prescrever o medicamento dá segurança total ao paciente, além do que nessas doses até as pessoas idosas com mais de 70 anos com artrite reumatoide tomam e com o coração já bem mais fraco suporta a droga sem complicações. O problema é dizer que é perigoso para o coração sem conhecer a droga e as doses corretas. Com todo respeito, sou médico e posso lhe garantir isso.

      6. Isso é o que vamos ver. Neste nosso país de “faz de conta”, estes salafrarios se saúdam sempre.

    1. Seria um genocídio a continuidade deste senhor à frente do MS.
      A vaidade também mata!
      Mandetta e Moro deveriam fazer um condensado de suas biografias!

      1. O Mandetta sempre deixou claro que o paciente que quisesse usar cloroquina precisaria assumir um termo de responsabilidade pelos efeitos colaterais. O ministro interino da saúde autorizou o uso da cloroquina, também com o paciente assumindo a responsabilidade pelos danos colaterais. Assim fica fácil. O que um paciente entende de medicina para assinar um termo tão comprometedor? Se cloroquina realmente salvasse , ñ teriam tantos mortos nos EUA. Os casos devem ser avaliados individualmente e ñ com uma dose prescrita de forma linear a todos os pacientes. Ñ entendo pq o povo tem tanta dificuldade para assimilar as coisas. Será que os que escaparam no Brasil usaram a cloroquina?

      2. Aumentou porque aumentou o número de infectados. Não tem relação com o medicamento.
        A taxa de letalidade, no entanto, está caindo.

    2. Tenho muito medo de cair nas mãos de um médico bolsonarista e a sua equipe que me obrigue a fazer de cobaia para satisfazer o ego de um homem leigo metido a cientista e me aplique hdq mesmo eu não querendo nem aceitando o tratamento.
      Fico com Mandeta.

      1. se ele tivesse cuidado das vidas com ele falou, teria liberado imediatamente, pois os medicos que tiveram problemas, tomaram sem nenhum documento para concordar. Ele usou tudo como palanque, como agora faz. Ele fez mais medo, do que salvou vidas. Os exemplos de comprotmento no dia que ele saiu, mostra como ele é baixo

      2. Não existiu e nem existe qquer médico que vai te fazer de cobaia: vc toma se quiser, mimizeiro!

  1. Mas ele sempre afirmou que se orientava pela ciência. E agora, o que vão dizer os jornalistas e opositores do Presidente da República que repetiam vagarosamente o mantra “ciência, ciência e ciência”?

      1. Não aumentou o número de óbitos não. Temos o segundo maior número de infectados e mesmos números de mortes que vários países europeus. Lembrando que apesar de ter um protocolo aprovado a Hidroxicloroquina não tem um uso comum dado a politização e a dúvida de que se criou sobre ela.

      2. Brasil passou de 64 óbitos/milhão de habitantes para 146/milhão. Não só aumentou como mais que dobrou.

      3. Impáramos com q país cara pálida?!
        Verifique os percentuais por milhão e verás q nosso país tá my bem na fita n venha comparar c Groenlândia ou Suissa seja honesto…somos 210 milhões de habitantes!

      4. É isso mesmo Nilson. A ideologia politica não permitiu o uso correto. O medicamento funciona !!!

      5. Interessante como as pessoas gostam de falar sobre assuntos sobre os quais não possuem formação. Da mesma forma, não se interessam em se informar, mas, apenas repetir discursos prontos, sem ao menos questionar seus reais interesses. Nosso povo tem hoje uma infinidade de opções para a informação e para a formação, mas parece mais fácil repetir o quem alguém disse, que gastar tempo estudando e criando sua própria opinião. Lamentável.

  2. O discurso hipócrita de Mandetta que se “BASEAVA NA CIÊNCIA” pra não autorizar o uso precoce da HCQ no SUS, vai despencando ladeira abaixo. Estes “cientistas” que lutam contra o tratamento vão se complicar!! QUERO VER O MPF ATUAR NOS CASOS DE MORTES POR SUPERDOSAGEM DA HCQ EM PACIENTES DE MANAUS.

      1. Esses médicos que se aventuram na política deixam de ser médicos e passam a ser apenas formandos num curso superior, e vai se saber em que faculdades se formaram?

      2. A doida que quer ser ministra da saúde!
        Fora que o estudo dela baseia se em um único estudo na china que eles mesmos descartaram por aumentar a fragilidade dos pacientes!
        Mas os bolsonaristas inventar uma fake News com vários estudos!
        Aí quando vc lá as referências, o que ninguém faz por preguiça, a pessoa vê que não tem um único estudo ou pesquisa a favor ou que sugere o uso elacionando ao covid 19 .
        Na verdade refuta o uso, que até impróprio site do fabricante modificou sua recomendação por causas dos doidos!
        Mas concordo
        Usa quem quer
        Mas o médico fazer uso dele sem expressa autorização da família para mim deve responder por crime quando a intenção de matar!

    1. Foi divulgado pelo Ministério da Saúde que O BRASIL JÁ É O PAÍS COM MAIOR NÚMERO DE CURADOS PELA COVID NO MUNDO, informa a Record Brasília.

      1. O FDA só recomenda o uso combinado ou isolado de HCQ com AZT em estagio 2b da COVID-19, ou seja, paciente internado em razão dos graves efeitos adversos cardíacos e que presenciei em vários pacientes na UTI e não intubados a ponto de abandonarmos o esquema no serviço. Em tempo o que melhorou o Dr. Roberto Khalil foi o corticóide e não a HCQ.

      2. E os números que são suspeitos mortos?
        Que mesmo depois de exames feitos não são colocados no número oficial?
        Os que morreram por SARS sem exames?
        As outras enfermidades que estão matando provocadas pela covid?
        Se somar somos o pior número de curados em todo o planeta!

  3. Mandetta é tecnicamente um analfabeto funcional. Não é diferente de um grupo expressivo de médicos, alguns que chegam a achar que a medicina é uma ciência. Mas seu caso é mais grave. É de caráter – ou ausência total de. Tanto é que tentou enganar fazendo a opinião pública achar que, por ser médico, sua opinião teria de ser aceita como ciência. Ou seja, fazia parecer que estava dando uma garantia de validade e até um grau máximo de certeza, sem demonstrar, sem descrever. Afinal, um irresponsável que, não fosse a peste do corporativismo teria de ser avaliado por algum conselho de ética médica. Deve haver.

    1. Falou o aluno do professor sem curso de professor(licensiatura)
      As palavras
      Analfabeto funcional!
      O engraçado que ele critica exatamente as pessoas que segue alguém ou um sistema sem fazer ressalvas de olhos fechados!
      Vendo por esse lado todos seguidores dele são analfabetos funcionais!
      Já que segue um professor que não conseguiu um único curso superior, nem mesmo aquele de segurança do trabalho de quase 4 meses!
      O cara é astrólogo, não astrônomo,
      OU SEJA FALA SOBRE SIGNOS!
      Mas foi premiado por uma medalha pelo Bozoasno!
      Disse que covid era invenção da grande mídia
      Agora quer que o povo usa cloroquina, mesmo sem comprovação!
      Affff

      1. Isso ai. Deixa morrer até ter a sua comprovação. Tive covid e tomei. Nao sei se sarei por isso mas na hora H tentei de tudo

  4. Diante de um cenário em que se há poucas alternativas, como o próprio documento relata, e tendo por base os resultados de satisfatórios a positivos evidenciados pelo uso da HCQ em pacientes ainda em estágio inicial, a atitude coerente do ex-ministro deveria ser por adotar tal protocolo. Por óbvio, o paciente só é tratado com hidroxicloroquina se assim quiser. Não é algo impositivo. O Mandetta fingiu desconhecer isso e passou por cima da ciência e do bom senso. Não era médico. Era político.

    1. Para eles políticos quadrilheiros uma morte amais eu mais ???. Só. Não trouxe uma mensagem de esperança, do mentiu cima OMS de fundo. Ser cidadão brasileiro para ele não significa nada. Não somos nem gado para este tipo de gente.

      1. Mas, veio outro depois de Mandetta, então por que ele não seguiu essa orientação e não fez essa recomendação pelo ministério da saúde, visto que no momento de sua nomeação ele parecia estar alinhado com o Presidente da República? Tem alguma coisa aí nas entrelinhas que deve ser analisado com cautela, pois estamos falando de vidas humanas, que foram perdidas e que estão lutando pela vida em todo o país.

    2. Concordo com o se assim quiser!
      Mas os estudos que foram feito!
      Que eu saiba todos mostraram q ele aumenta a letalidade !
      Até usaram o termo!
      Tratar com cloroquina é suas combinações para que o paciente MORRA MAIS TRANQUILO!
      Em outras palavras!
      Morra rápido sem sofrimento!

      1. Seu Carlos… atualize-se!
        Deixe de ser turrão, vai lá no youtube e disponibilize um pouquinho de seu tempo e pesquise e encontrará dezenas de videos de médicos e secretarias de saude de vários municípios do Brasil que estão utilizando o medicamento associado a azitromicina e zinco, logo nos primeiros sintomas e a quantidade de pessoas que necessitam de internamento é baixíssima.

  5. Desde o início eu dizia com todas as letras que esse sujeito era um farsante, quando dizia que se guiava pela ciência. Que ciência esse bandido era ortopedista, além de ter dado um golpe na Santa Casa de Campo Grande quando foi secretário de saúde. O cientista e o homem de bem está sempre aberto a inovações e evidências. Esse canalha é o grande responsável pelo número de mortes elevado no Brasil. Se fosse mais sério e ético teria ouvido as sociedades médicas e não iria na conversa fiada da OMS. Merece um processo ético e outro criminal por genocídio. É um bandido bossal e cruel.

  6. Não demora a verdade sempre aparece. O que será que o ortopedistazinho político vai dizer? No mínimo vai afirmar que o documento não chegou às suas mãos ou, o que é mais grave, que a carta é falsa.
    Me causa ânsia de vômito pensar que o Presidente foi seguidamente acusado de ser um genocida, quando na verdade teriamos que imaginar o número de mortes causados pela negligência desse canalha.

  7. O caráter do safado se revela e nao podemos fazer mais nada, ele ja se foi. Resta a pergunta: será que ele vai se candidatar em alguma cidade? Que. os seus eleitores se lembrem da sua atitude e do seu caráter e enterre-no bem fundo na cova do esquecimento.

  8. Tendencioso, mas sem fake, “jornalismo” menos injusto, porém nitidamente parcial… Parabéns, esse é o rumo válido que os conservadores armamentistas podem prosseguir.

  9. O fato da OMS ter olhado atrás na permissão para TESTES com Cloroquina e Hidroxicloroquina, não inválida todos os estudos defeitos que comprovam os graves problemas causados por esses medicamentos usados no tratamento para COVID.
    Permitir e incentivar o uso como fez o Ministério da Saúde em Pacientes leves, grávidas e crianças, sem supervisão ( toma aí essa bomba e vai para casa – Cloroquina+ azitromicina – sem eletrocardiograma, sem exame físico, sem controle de comorbidade, sem observação médica qualquer POR QUE NEM MÉDICO SUFICIENTE TEM NO SUS) é CRIMINOSO!
    O próprio Ministro da Saúde não tornou o tal documento um Protocolo, só uma RECOMENDAÇÃO.
    E o TAL MINISTRO INTERINO NÃO ASSUMIU NEM ASSINOU A RECOMENDAÇÃO. Óbvio! Precisa tirar o C da reta!
    O senhor Presidente da República deveria ter assinado a RECOMENDAÇÃO.
    ESSA TAL SOCIEDADE DO CÂNCER DEVERIA TER ASSINADO A RECOMENDAÇÃO.
    A ASSOCIAÇÃO FEDERAL DE MEDICINA DEVERIA TER ASSINADO A RECOMENDAÇÃO.
    Por que não assinaram?
    Por que?
    Respondam aí seus fanáticos lunáticos que ficam postando absurdos e desonrando o nome das pessoas sem saber o que dizem como se entendessem alguma coisa.
    Tomem vocês Cloroquina , Hidroxicloroquina + associados, façam chá!
    E corram para o colo do senhor Presidente.
    Quanta ignorância.!
    E por favor, nem respondem, que não há resposta para para ESSE FATO!
    A não ser que me mostrem essa RECOMENDAÇÃO DO MINISTÉRIO DA
    SAÚDE ASSINADA POR TODOS ESSES QUE DESCREVI ACIMA.

    É fácil ficar aí defendendo, mandando tomar, fazendo firula, mas na hora de botar o nome no papel para comprovar legalmente sua defesa nenhum desses cretinos aí quer se comprometer.
    E O POVO QUE SE F!

    1. O FDA só recomenda o uso combinado ou isolado de HCQ com AZT em estagio 2b da COVID-19, ou seja, paciente internado em razão dos graves efeitos adversos cardíacos e que presenciei em vários pacientes na UTI e não intubados a ponto de abandonarmos o esquema no serviço. Em tempo o que melhorou o Dr. Roberto Khalil foi o corticóide e não a HCQ.

  10. Destacar trecos do testo não adianta nada!
    Se lerem ele todo, vai ver que não recomenda o uso!
    Faz apenas uma ressalva de usar por cinco dias em pacientes graves!
    Em outras palavras terminais!
    Para que não sofra tanto!
    Tem nada haver dizendo que ignorou.
    Leiam e interpretem o documento!
    Não fique com,preguiça!
    Não tem nada
    Mas nada mesmo haver o documento com a reportagem!
    Esse documento não garante em nada o uso em pacientes com sintomas leves!
    Estudos recentes diz que na verdade faz com que o paciente que usa na forma leve pode ter mais chance de adquirir (evoluir) a forma grave da doença que outros pacientes!

  11. Ao final do primeiro parágrafo está claro:
    …dando ênfase aos “PACIENTES ONCOLÓGICOS INFECTADOS”.
    Esse debate de funcionar ou não, vai depender de quem financia as pesquisas médicas, se é de esquerda, direita, privado e etc., porém em momento algum no texto da reportagem foi deixado claro que o Diretor fazia o pedido visando atender aos pacientes com Câncer, devido à baixa imunidade e na tentativa de os sintomas não piorarem, afim dos pacientes continuarem com o tratamento oncológico no decorrer da contaminação de Covid-19.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site