Fábrica da Scania no Brasil suspende exportações para a Rússia

A subsidiária brasileira segue decisão da matriz, na Suécia
-Publicidade-
A empresa não informou quantos veículos deixarão de ser vendidos
A empresa não informou quantos veículos deixarão de ser vendidos | Foto: Divulgação/Scania

A Scania suspendeu a exportação de caminhões da fábrica de São Bernardo do Campo (SP) para a Rússia. Isso porque a matriz, na Suécia, determinou o interrompimento dos serviços na quarta-feira 2. Conforme a alta cúpula da Scania, os ataques da Rússia à Ucrânia motivaram a decisão.

A companhia não informou quantos veículos deixarão de ser vendidos, nem o impacto na produção da unidade instalada no ABC paulista. A Scania era a única montadora que exportava veículos do Brasil para a Rússia.

Um comunicado da Scania Latin America reproduz a posição mundial da companhia em relação ao conflito na Ucrânia. “Os valores da Scania referentes à democracia, livre comércio, direitos humanos e respeito pelo indivíduo orientam todas as decisões da empresa”, informou a Scania.

-Publicidade-

Sobre os recentes acontecimentos na Ucrânia e na Rússia, a fabricante sueca informou que está monitorando de perto e, desde a semana passada, decidiu interromper as entregas de caminhões e peças de reposição para a Rússia.

Oitavo dia de conflito entre Rússia e Ucrânia

Na noite da quarta-feira 2, autoridades da Ucrânia confirmaram que o exército russo dominou Kherson, cidade portuária a 570 quilômetros da capital, Kiev. O local tem aproximadamente 290 mil habitantes. “Os invasores estão em todas as partes da cidade e são muito perigosos”, declarou o chefe da administração regional de Kherson, Guennady Lakhuta, no Telegram.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.