-Publicidade-

Faturamento do agronegócio brasileiro deve crescer de 10% a 25%

É o que indica pesquisa sobre o impacto do novo coronavírus nos negócios do país
Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL
Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL | faturamento do agronegócio brasileiro

É o que indica pesquisa sobre o impacto do novo coronavírus nos negócios do país

faturamento do agronegócio brasileiro
Agronegócio: crescimento apesar de pandemia | Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL

Empresários do país demonstram entusiasmo com os resultados a serem alcançados pelo setor de agricultura em 2020. Apesar de o Brasil ter sido atingido pelo vírus chinês, os executivos acreditam que o faturamento do agronegócio fechará o ano com crescimento. Aumento que, conforme indicam, deve ficar de 10% a 25% em relação aos números alcançados em 2019.

Leia mais: “PIB do agronegócio cresce quase 4% no início de 2020”

O entusiasmo de empresários aparece em levantamento divulgado hoje pela consultoria KPMG. De acordo com 33% dos entrevistados, o faturamento do agronegócio brasileiro crescerá bem no comparativo com o ano passado. Por outro lado, outro 33% dos participantes da pesquisa acreditam que o setor fechará 2020 com resultados similares aos de 2019.

A projeção otimista em relação ao fim do ano se dá em meio a crescimento durante a pandemia. Conforme divulgado pelo site Valor Investe, 66% dos entrevistados afirmaram que o faturamento do setor agrícola cresceu em abril e maio. Para 33%, os números ficaram estáveis. Ou seja: apenas 1% do nicho de mercado do país teve queda nesses dois meses.

Com o título de “Pesquisa nacional sobre o impacto da covid-19 nos negócios”, o levantamento da KPMG ouviu 91 empresários.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês