-Publicidade-

Financiamento de imóveis usados em SP cresce em meio à crise

Financiamento de imóveis usados em SP cresce em meio à crise

Categoria representou quase 70% das aquisições imobiliárias nos primeiros seis meses de 2020

imóveis usados
Vista da cidade de São Paulo | Foto: Reprodução

Em meio ao ambiente de crise por conta da pandemia do coronavírus no país, o mercado paulistano de imóveis usados aponta para um horizonte promissor. Houve um aumento expressivo do crédito imobiliário entre os meses de maio e junho de 2020, de acordo com o Sindicato da Habitação —SecoviSP: em junho, o montante financiado com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) atingiu R$ 9,27 bilhões, com crescimento de quase 30% em relação a maio e de mais de 50% comparativamente a junho de 2019.

Outros dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) mostram que, entre os primeiros semestres de 2019 e de 2020, o aumento das operações foi de 28,6%, para R$ 43,4 bilhões e, em 12 meses, de 34,2%, atingindo R$ 88,3 bilhões.

Leia também a reportagem de capa na edição 12 da Revista Oeste: “Por onde virá a retomada” 

O crescimento, contudo, decorreu das operações de financiamento de imóveis usados, que representaram quase 70% das aquisições nos primeiros seis meses de 2020. É o que antecipa as fases de retomada mais firme dos lançamentos, pois a maioria das famílias depende da venda do imóvel usado para adquirir o imóvel novo, de acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo.

O fortalecimento do crédito imobiliário se baseia em dois fatores: a queda de juros, que permitiu a redução das prestações, e o recorde de depósitos de poupança, indicando que há recursos disponíveis para emprestar no mercado.

 

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês