-Publicidade-

Ford ‘foi incapaz’ de se manter no Brasil, critica Bolsonaro

Presidente volta a falar da decisão da montadora em encerrar produção no país
Bolsonaro criticou decisão da Ford de encerrar operação no Brasil
Bolsonaro criticou decisão da Ford de encerrar operação no Brasil | Foto: Divulgação/Ford

O presidente da República, Jair Bolsonaro, criticou mais uma vez a Ford. Com o fato de a montadora de origem norte-americana ter decidido fechar as três fábricas no país, o ocupante do Palácio Planalto falou em questão relacionada ao — não pagamento — de impostos. De acordo com ele, a companhia contava “subsídios bilionários.”

Leia mais: “Ford terá de se explicar ao Procon”

Dessa forma, Bolsonaro reforçou o que tinha dito no começo da semana. Anteriormente, havia dado números: a Ford teria contado com R$ 20 bilhões em renúncia fiscal e subsídios por parte do governo federal, conforme registrou Oeste. Sem indicar que ampliaria tais benefícios, o presidente definiu para analisar a situação administrativa da montadora. Para ele, a empresa “foi incapaz” de gerenciar seus negócios de modo positivo no Brasil. A afirmação foi feita durante transmissão ao vivo realizada na noite desta quinta-feira, 14.

Questão de mercado

Ao repetir que lamenta a decisão da empresa, o que deve acarretar na demissão em massa de cerca de 5 mil profissionais Brasil afora, Bolsonaro sugeriu que a Ford foi “sufocada” por seus concorrentes. É a “liberdade de mercado”, disse o presidente. “Quem dá lucro permanece. Quem não dá lucro fecha”, prosseguiu o mandatário do país durante a live.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Não foi só a Ford que paralisou a fabricação de veículos. A Mercedes irá fechar ou já fechou a sua fábrica de automóveis. A Sony sairá do País. São as galinhas dos ovos de ouro fugindo do galinheiro. A continuar esta carga tributária, altos salários no setor público e Privilégios Mil, outras fábricas tomarão o mesmo rumo.

  2. A Ford, bem como a maioria das montadoras e fabricantes de outros setores, usufruiu e participou muito das benesses e falcatruas de governos anteriores. Usufruiu muito de um poder legislativo e judiciário corrompido há décadas, entrou no esquema de um Brasil de alma vendida. Agora que a indústria automotiva colapsou, que a economia aquece a passos lentos e que, principalmente, não há perspectivas de “jeitinho” no governo Bolsonaro, a saída é zarpar mesmo e procurar outro otário.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês