Governo Doria alivia restrições e anuncia retorno de SP à fase vermelha

Anúncio foi feito pelo vice-governador Rodrigo Garcia durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes
-Publicidade-
Vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, anunciou volta do Estado à fase vermelha
Vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, anunciou volta do Estado à fase vermelha | Foto: Reprodução/YouTube

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), anunciou nesta sexta-feira, 9, que o Estado vai retornar para a fase vermelha do plano de enfrentamento da pandemia de covid-19, com menos restrições do que a atual “fase emergencial”. O anúncio foi feito durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

A fase emergencial do Plano SP estava em vigor desde 15 de março. A fase vermelha será, em princípio, cumprida entre os dias 12 e 18 de abril.

Leia mais: “Após sinal verde do MP, Doria confirma retomada do Campeonato Paulista”

-Publicidade-

Com as alterações, escolas públicas e particulares poderão reabrir. Bares e restaurantes poderão voltar a realizar o chamado take away — retirada de produtos pelos clientes nos estabelecimentos. Lojas de material de construção também poderão voltar a funcionar. O toque de recolher será mantido pelo governo do Estado entre 20 horas e 5 da manhã.

“Tivemos avanços, nas últimas semanas, na contenção da pandemia no Estado de São Paulo”, afirmou Garcia. O vice-governador citou a campanha de vacinação como um dos fatores que permitiram essa tomada de decisão por parte do governo. Ele também destacou a queda nas internações por covid-19 no Estado.

Futebol e vacinação

Como Oeste noticiou mais cedo, o governo de São Paulo também confirmou a retomada do Campeonato Paulista de futebol, que estava suspenso desde 15 de março. Os jogos poderão ser disputados, mas ainda sem a presença de público nos estádios.

Também foi anunciada a antecipação da vacinação dos idosos com 67 anos de idade. Inicialmente, a imunização desse grupo começaria em 14 de abril. Agora, eles poderão ser vacinados já a partir de segunda-feira que vem, dia 12. A vacinação dos professores e profissionais da área de educação a partir de 47 anos de idade também foi antecipada — do dia 12 para 10 de abril (amanhã).

Leia mais: “São Paulo antecipa vacinação de idosos de 67 anos e de professores”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários

  1. Que avanços? O que aconteceu, de fato com essa fase emergencial é que o “número” de mortes aumentou drasticamente. Já no Texa , que recentemente retitou o lockdown e máscaras, o número caiu ! Bem como na Suécia sem prisão domiciliar tem uma das menores taxas de mortalidade da Europa!

  2. Enclausurado no Palácio dos Bandeirantes, muito provavelmente debaixo da cama, borrando de medo sua calcinha apertada, Dória segue o conselho de sua equipe de marketing: desaparecer por uns tempos e deixar outro se queimar em lugar dele. Reaparecerá apenas para dar boas notícias, daqui a uns 45 / 60 dias, quando os números de contaminados e de mortos reduzirem – não graças ao seu lockdown assassino, mas sim ao aumento da população vacinada e da retração natural do vírus, assim como aconteceu em 1918, na Gripe Espanhola. Sugiro a leitura de A Grande Gripe, de John M. Barry. Verão que Dória é um mal várias vezes pior do que qualquer vírus conseguiu ser.

  3. Senhor Governador o Magnânimo Ditador João Agripino Dória, o povo quer saber 45 milhões de VACINAS distribuídas para VACINAÇÃO e somente 24 milhoes de VACINADOS nos ESTADOS. Como o senhor o DITADOR se intitula lider dos governadores, porque essa lentidão em VACINAR? É para manter o LOCK DOW e o FICA EM CASA??? #Vergonha #ForaDoria

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro