Homem apontado como o financiador do mega-assalto em Araçatuba (SP) é preso pela polícia

'Noite do terror' teria custado R$ 600 mil
-Publicidade-
Bandidos fizeram 'escudo humano' com moradores de Araçatuba  | Foto: Reprodução
Bandidos fizeram 'escudo humano' com moradores de Araçatuba | Foto: Reprodução

A Polícia Civil (PC) prendeu na madrugada desta quarta-feira, 8, Paulo César Gabrir, de 33 anos, em Sorocaba (SP). O homem é apontado como o patrocinador do mega-assalto em Araçatuba, no interior de São Paulo. A Justiça informou que ele tem passagens por roubo e homicídio. Na casa de Gabrir, os agentes da PC apreenderam dois carros de luxo e documentos relacionados ao crime organizado, que indicam atividades em várias partes do Brasil.

-Publicidade-

Segundo a PC, Gabrir disse que a logística do ataque à cidade interiorana custou R$ 600 mil. A polícia também prendeu outras duas pessoas: a mulher de Gabrir, Michele Maria da Silva, de 40 anos, foragida por envolvimento com o tráfico de drogas; e Emerson Henrique Dias, 25 anos, que apresenta passagens por roubo. Os três foram autuados por organização criminosa, comunicou o Departamento de Investigações Criminais do Estado.

Leia também: “O terror chega a São Paulo”, reportagem publicada na Edição 76 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro