Inpe: desmatamento da Amazônia recua pelo segundo mês consecutivo

Registros foram 32% inferiores em agosto, na comparação anual
-Publicidade-
Trabalhos de controle do fogo na região de Apuí, no Estado do Amazonas | Foto: Bruno Kelly/Flickr
Trabalhos de controle do fogo na região de Apuí, no Estado do Amazonas | Foto: Bruno Kelly/Flickr

O desmatamento da Amazônia recuou pelo segundo mês consecutivo em agosto, na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a ação atingiu 819 quilômetros quadrados no último mês, o que representa 32% a menos em relação ao que foi verificado em 2020 (1.499 quilômetros quadrados).

“Julho com queimadas e sem incêndios”, artigo de Evaristo de Miranda publicado na Edição 73 da Revista Oeste

No acumulado do ano, também há um recuo no desmatamento, sendo registrado em 6 quilômetros do bioma; 1,2% a menos em relação aos primeiros oito meses do ano passado, de acordo com o Inpe.

-Publicidade-

Segundo o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Pereira Leite, a queda é resultado de ações conjuntas. Só neste ano, o governo federal aumentou o orçamento para a fiscalização ambiental e ainda planeja contratar cerca de 700 novos agentes de campo.

Leia também o artigo “Agricultura lidera a preservação ambiental” publicado na Edição 63 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro