Revista Oeste - Eleições 2022

Jornalistas da Abril, O Globo, Folha e Estadão decidem cruzar os braços

Prevista para a semana que vem, paralisação deve durar quatro horas por reajuste salarial
-Publicidade-
Hoje, haverá nova tentativa de negociação
Hoje, haverá nova tentativa de negociação | Foto: Divulgação/Foto: Abrap

Duzentos e trinta jornalistas que trabalham nos jornais Valor Econômico, Folha de S.Paulo Estadão e na Editora Abril vão cruzar os braços na terça-feira 23. A paralisação deve durar quatro horas. É o que informou o sindicato que representa a categoria.

Segundo a entidade, os profissionais reivindicam a “reposição escalonada de seus salários”, com base na inflação do período, de 8,9% (de junho de 2020 a maio de 2021), conforme o Índice de Preços ao Consumidor, sendo 5% retroativo à data-base e 3,9% na folha de novembro.

Depois de interromperem o trabalho por duas horas na semana passada, os jornalistas informaram que, até o momento, não houve contraproposta por parte das empresas. Às 15 horas desta sexta-feira, 19, haverá uma reunião entre o Sindicato dos Jornalistas e a entidade patronal.

-Publicidade-

Leia trecho do documento

“Comunicamos às empresas que uma nova paralisação foi aprovada, para a próxima terça-feira (23 de novembro). Dando prosseguimento à nossa mobilização, o período de manifestação será de quatro horas. 

Entretanto, as e os jornalistas permanecem dispostos a conversar e avançar efetivamente para o fechamento de um acordo satisfatório. Desta maneira, solicitamos uma nova mesa de negociação entre o Sindicato dos Jornalistas e o Sindjore para a próxima sexta-feira (19), às 15 horas.

Caso haja uma nova proposta das empresas, uma assembleia será imediatamente convocada para apreciar a questão.”

Leia também: “Globo inquieta”, reportagem publicada na Edição 85 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

36 comentários Ver comentários

  1. Durante estas quatro horas vão receber pão com mortadela ou quentinha de camarão? Aliás, camarão é fruto do mar, tal qual lula, cumpadi…

  2. Quatro horas de greve!!!!!
    Com esta pressão absurda, o consórcio vai quebrar, estes jornazistas e seu cinicato mostram uma competência ímpar para pressionar e conseguir com certeza 400% de reajuste salarial no mínimo, a esquerda realmente é de dar inveja, quanta competência, kkkkkkkkkkkkk….

  3. Para mim será um prazer não ouvir nenhum comentário de militante de esquerda, espero que fiquem paralisados por um tempo perpétuo.

  4. Que legal ver esses m….s na pior !!!!!! Fiquem em casa…. botaram medo em todo mundo e agora estão colhendo os frutos. Podem fazer greve até o Natal que ninguém vai perceber, só escrevem josta…

  5. Essa imprensa citada e seus jornalistas podem parar por quatro séculos que não faram a menor falta, eles perderam definitivamente a credibilidade.

  6. Jornal impresso? eu vejo pilhas desses jornais nas bancas, sendo vendidos para donos de cachorros…..
    Gostaria de ver qual a quantidade de acessos na mídia digital desses “jornais”.

  7. Sabem o que isso me parece? Parece algo como: “olha, situação tá braba, eleição está chegando, estamos à venda, é só colar na banca e negociar, falaremos bem de vc e continuaremos descendo a madeira no presidente dia e noite, mas essa segunda parte nós faremos como bônus, por prazer mesmo” …

  8. Quatro horas é pouco. 90 dias é o ideal. Dá tempo pra esses jornalistas mentirosos confirmarem suas informações. Ou, quem sabe, se alimentarem. 🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷

  9. Se fizessem um jornalismo sério, isento, mostrando a verdade, com certeza estariam vendendo jornais e revistas às centenas de milhares, com muitas propagandas em suas páginas. Mas optaram por mentiras, então aguentem às consequências.

  10. Essa paralisação será conhecida como “4 horas sem mentiras” kkkkk
    Os caras não podem nem parar por mais de meio expediente senão fica muito claro que não fazem a menor falta para o país.

  11. A melhor greve seria ameaçar escrever SOMENTE A VERDADE nos jornais! isso sim será ameaça aos donos dessas imprensas. OU ameaçar não criar mais Fake News…isso seria o maior protesto da historia da velha imprensa no MUNDO !!!!!

  12. Eu se fosse esses jornalistas não parava não. Com eles parados a população irá perceber uma melhora considerável do Brasil. Teremos uma considerável diminuição de mentiras e ódio na imprensa.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.