Mais de 14 mil médicos adotam o tratamento precoce no Brasil, garante senador

Luiz Carlos Heinze afirma que está reunindo informações sobre a terapêutica contra a covid-19
-Publicidade-
Parlamentar criticou o que chamou de "assassinato de reputações"
Parlamentar criticou o que chamou de "assassinato de reputações" | Foto: Divulgação/EMS

O senador Luiz Carlos Heinze (PP-RS) saiu em defesa do tratamento precoce nesta sexta-feira, 7. Segundo ele, mais de 14 mil médicos adotam a terapêutica no Brasil. “E com o apoio da Confederação Nacional de Saúde”, informou, em entrevista ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan. “Peguei [dados de] seis municípios: Rancho Queimado (SC), Gramado (RS), Ilhabela (SP), Porto Seguro (BA), Floriano (PI) e Porto Feliz (SP). Essa população tem 339 mil habitantes, 46 mil casos de covid-19. Com o tratamento precoce, tiveram 501 óbitos. A letalidade é 1,07% [nesses locais]; a do Brasil é 2,8%”, acrescentou Heinze, que é suplente na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19.

Heinze criticou, ainda, o que chamou de “assassinato de reputações” de profissionais da saúde que defendem medicamentos, como a hidroxicloroquina, a azitromicina, entre outros. Sem identificar a pessoa, citou um professor da Universidade de São Paulo, com doutorado, que tem nas costas três processos por defender o tratamento. Ao avaliar os trabalhos da CPI, o congressista garante que o colegiado não quer encontrar os culpados dos óbitos em razão do coronavírus mas sim encobertar crimes cometidos por prefeitos e governadores. “Não tem nada a ver com mortes”, observou o congressista. “Aquilo ali virou uma questão eleitoreira. Estão de olho em 2022”, disse.

Leia também: “‘Dizer que o tratamento precoce não tem efeito é mentira’, afirma presidente do CFM”

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários

  1. Sou médico, faço uso, indico e prescrevo o tratamento precoce com hidroxicloroquina, ivermectina, etc, apenas respeitando a vontade do paciente, a quem devo satisfação. Fui preparado por anos para exercer minha profissão e não admito ingerência de nenhum politico fdp, ou que quer que seja.

  2. SOMENTE PATETAS OU MALANDROS NÃO ENXERGAM UM PALANQUE ELEITORAL NESSA TAL DE CPI. É DE ESPANTAR COMO HÁ CRIATURAS QUE NÃO SE IMPORTAM COM A PRÓPRIA IMAGEM!!!

  3. sao homicidas com esse papo de nao tem comprovação cientifica e os especialistas…, tratamento no inicio da doença e’ básico
    quando voce tem números que comprovam o acerto de decisões nao ha’ argumento que derrube.

  4. Era o Ministério da Saúde que deveria estar endossando e recomendando o tratamento precoce, mas parece que estão com medo do patrulhamento da mídia esquerdista e dos políticos de oposição. É um princípio básico em medicina de que as infecções devem ser tratadas o mais cedo possível. A escumalha política e os militantes de redação politizaram o tratamento da COVID e o resultado é o que estamos assistindo. Como médico indico tratamento precoce e os resultados são muito bons.

  5. É de extrema importância q se printem e reservem a relação de nome de todos aqueles q optaram por recriminar e proibir o acesso de pessoas aos remédios/meios de se salvar da doença, pois está aí a resposta de quem são os reais genocidas nesta pandemia …

  6. Tudo papo furado. Esses que esperneiam contra o tratamento precoce aceitariam, além dos medicamentos, até supositório de pedrinha se houvesse a minima possibilidade de ajudar no combate ao vírus chinês.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro