Marighella pode virar ‘Herói da Pátria’

O terrorista escreveu um manual de guerrilha urbana
-Publicidade-
Carlos Marighella | Foto: Divulgação
Carlos Marighella | Foto: Divulgação

O terrorista Carlos Marighella pode ter seu nome incluído no Livro dos Heróis da Pátria. Na terça-feira 30, a Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados (CCC) aprovou o projeto de lei (PL) com a proposta.

Todavia, para ser executado, o texto precisa passar pela Comissão de Constituição e Justiça. Além disso, ele deve ser ratificado pelas comissões do Senado, bem como pelo presidente da República. Caso uma dessas instâncias o rejeite, o PL que pretende incluir o nome de Carlos Marighela no Livro dos Heróis da Pátria entrará em discussão no plenário do Congresso. Apenas após todo esse trâmite, a homenagem oficial poderia ser feita.

A deputada Alice Portugal (PCdoB-RJ) preside a CCC, e o parlamentar Airton Faleiro (PT-PA) ocupa a vice-presidência. A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) relatou o PL no órgão. Todos são parlamentares de esquerda, assim como o terrorista.

-Publicidade-

“A proposição, ora sob análise desta Comissão de Cultura, pretende incluir no Livro dos Heróis da Pátria o nome de Carlos Marighella”, escreveu a relatora. “Consideramos a homenagem mais do que justa, uma vez que são inquestionáveis a dedicação e o heroísmo com que Marighella travou a luta pela liberdade.”

Entretanto, em seu Minimanual do Guerrilheiro Urbano, publicado em 1969, o ativista expõe uma faceta diferente da versão defendida por Jandira. O fã do ditador soviético Josef Stalin celebrava “a beleza que há em matar com naturalidade”. Na publicação, ele se orgulhava de afirmar que “ser ‘violento’ ou ‘terrorista’ é uma qualidade que enobrece qualquer pessoa honrada na luta contra a ditadura militar”. O compêndio ainda reserva um capítulo para ensinar ações como “assaltos, invasões, execuções, sequestros, terrorismo, sabotagem, guerra de nervos”.

Marighella no cinema

O diretor Wagner Moura lançou o filme Marighella: o Guerrilheiro que Incendiou o Mundo, com uma visão similar à exposta pela parlamentar que quer colocá-lo no Livro dos Heróis da Pátria. Contudo, em sua Edição 86, a revista Oeste publicou uma reportagem mostrando a verdadeira história do terrorista.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.