McDonald’s retira placa de banheiro ‘multigênero’ depois de notificação

Prefeitura de Bauru informou que a unidade descumpriu normas
-Publicidade-
Foto: Divulgação/McDonald's
Foto: Divulgação/McDonald's | Foto: Divulgação/McDonald's

O McDonald’s de Bauru (SP) mudou a identificação gráfica nas portas de seus sanitários neste domingo, 21. A mudança ocorreu depois de a prefeitura do município autuar a unidade, que havia inaugurado um banheiro “multigênero”.

Antes da alteração, as portas tinham, acima da inscrição “WC individual”, o desenho de três bonecos indicando a destinação para homens, mulheres ou pessoas que não se identificam com esses gêneros.

-Publicidade-

Agora, há apenas o desenho de um boneco com a iconografia de indicação para “masculino” ou “feminino”. Em nota, o Mc Donald’s confirmou que a mudança foi motivada pela notificação do Executivo municipal.

Leia o documento do McDonald’s

“A rede reforça que tem o compromisso com a promoção de um ambiente de respeito para que todas as pessoas sintam-se bem-vindas em seus restaurantes. […] No caso do município de Bauru, após a notificação da prefeitura, a companhia fez adequação em atendimento à solicitação das autoridades locais (nº 3832 de 30/12/1994).”

O caso

Conforme noticiou Oeste na semana passada, a prefeitura de Bauru notificou uma unidade do McDonald’s na cidade por não manter banheiros separados para homens e mulheres.

De acordo com uma publicação feita no sábado 13, no Twitter, pela prefeita Suéllen Rosim (Patriota), a medida foi tomado porque “as exigências do Código Sanitário do município não estão sendo cumpridas.”

Em seu artigo 96, a legislação estabelece que “os sanitários devem ser separados e identificados, para cada sexo”. O ato ocorreu depois que uma senhora publicar um vídeo mostrando as instalações no restaurante.

Leia também: “A ética no banheiro”, artigo de Guilherme Fiuza publicado na Edição 87 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

10 comentários Ver comentários

  1. Acredito que além de denunciar estas aberrações, deveríamos deixar de frequentar esse lugar e todos que quiserem nos impor ideologias absurdas…

  2. Você pode gozar pelo lado que quiser enquanto estiver entre quatro paredes. Mas na hora do aperto, ou é homem ou mulher. Guarde seus fetiches para quando não estiver ninguém vendo.

  3. O que eu posso escrever? Apenas ridicula a postura desta empresa americana de hamburguers. Querem lacrar também? Será que terão cardápios com linguagem neutra também? Será que só vão admitir em seus quadros apenas negros, gays e mulheres? Será que eles pensam que a maioria de seus clientes ou potenciais clientes estão satisfeitos com esta campanha mundial das esquerdas com objetivos de colocar nossa sociedade de cabeça pra baixo? A FIAT já mostrou de que lado está, assim como a Natura, Santander entre outros. Um dia eles terão que reavaliar suas posturas se pretendem sobreviver.

  4. Dou 5 dias para o STF ser informado pelo PSol sobre esse caso e mandar recolocar a placa do sanitário da safadeza dessa lanchonete .

  5. Q imbecilidade. Um mundo do super marketing, o mundo onde oportunistas gritam e penduram slogans do politicamente correto, mas sempre me pergunto, será que seus atos convergem com suas gritarias ? Há algumas semanas uma operadora de serviço de internet foi intimada a pagar danos morais para um casal homossexual por mais tratos, mas sua campanha publicitárias querem fazer vc pensar que elas são os representantes da bondade e do certo no mundo. Sem contar que essa mesma empresa todo ano está entre as que mais desrespeitam as pessoas no ranking do Procon. Será que tudo isso não é para o marketing vender o capeta como se fosse anjinhos ? Eu sou mais de ações do que gritaria, marketing ..

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.