Ministério da Saúde recomenda dose extra da vacina da Janssen

Grávidas devem fazer o reforço com o imunizante da Pfizer
-Publicidade-
Vacina da Janssen terá dose reforço
Vacina da Janssen terá dose reforço | Foto: Divulgação/Janssen

Os brasileiros que receberam a vacina da Janssen contra a covid-19 devem receber a segunda dose do imunizante. O Ministério da Saúde recomendou a dosagem extra na quinta-feira 25.

De acordo com a nota técnica da Saúde, a aplicação da segunda dose da vacina da Janssen deve ser feita de dois a seis meses depois da primeira injeção. Bem como os outros imunizantes em uso no Brasil, o produto passa a ter uma recomendação de segunda dosagem dentro do mesmo ano.

A pasta se embasou em pesquisas que apontam para o aumento da imunidade com o reforço. Desse modo, quatro semanas após a aplicação feita no intervalo de seis meses, os pacientes tiveram um ganho de até 12 vezes mais anticorpos. Assim como em pessoas em que a primeira aplicação foi realizada há dois meses da segunda, os anticorpos aumentaram de quatro a seis vezes.

-Publicidade-

Contundo, o ministério instrui que as mulheres grávidas que se vacinaram com a Janssen tomem reforço com a vacina da Pfizer.

O documento cita ainda uma pesquisa norte-americana que demonstra a proteção contra a covid-19 de até 94% quando os indivíduos recebem a dose da vacina da Janssen no intervalo mínimo de dois meses. Com a dose única do imunizante, o índice é de 75%.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.