Revista Oeste - Eleições 2022

Ministério formaliza pedido para incluir Petrobras em estudo para privatização

O objetivo é dar início ao levantamento para a proposição de ações necessárias à desestatização da empresa
-Publicidade-
O ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, afirmou no início do mês que pediria estudos ao governo sobre a eventual privatização
O ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, afirmou no início do mês que pediria estudos ao governo sobre a eventual privatização | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Ministério de Minas e Energia (MME) pediu formalmente, na segunda-feira 30, ao Ministério da Economia a inclusão da Petrobras em uma lista de estudos para uma possível privatização.

No início do mês, o ministro do MME, Adolfo Sachsida, afirmou que, como primeira medida à frente da pasta, pediria estudos ao governo sobre a eventual privatização da Petrobras e da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA). Na sexta-feira 27, o presidente Jair Bolsonaro (PL) já havia assinado um decreto que incluiu a PPSA no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

O PPI é o responsável por gerir os projetos de privatização e concessão. Para a Petrobras ingressar no programa, é necessário que o conselho do PPI ratifique a recomendação e que um decreto presidencial seja publicado.

-Publicidade-

Por meio de nota, o MME afirmou que a “qualificação da Petrobras no PPI tem como objetivo dar início aos estudos para a proposição de ações necessárias à desestatização da empresa, os quais serão produzidos por um comitê interministerial a ser instituído entre o MME e o Ministério da Economia”.

O documento informou ainda que a proposta se dá em um momento favorável, devido à “conjuntura energética corrente”, “à situação geopolítica mundial”, “às discussões sobre o ritmo da transição energética” e “ao realinhamento global dos investimentos”.

“O processo é fundamental à atração de investimentos para o país e para a criação de um mercado plural, dinâmico e competitivo, o qual promoverá ganhos de eficiência no setor energético e uma vigorosa geração de empregos para os brasileiros”, disse o ministério.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Se não fosse toda a buRRocracia desse país e os vários chatos criminosos da torcida do quanto pior, melhor, esse passo já teria deslanchando faz tempo! O Programa 62 minutos de Domingo passado (20/05) mostrou bem isso com a entrevista do Secretário do Governo!

  2. Proponho o que já foi feito no passado: venda compulsória de ações através de uma pequena alíquota incluida no preço da bomba. O cidadão junta as NF’s e troca por ações.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.