Queiroga amplia vacinação para adolescentes a partir de 12 anos

Público-alvo será atendido depois de todos os adultos receberem a primeira dose do imunizante contra a covid-19
-Publicidade-
Atualmente, jovens podem se vacinar apenas com o imunizante da Pfizer
Atualmente, jovens podem se vacinar apenas com o imunizante da Pfizer | Foto: Cláudio Marques/Estadão Conteúdo

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informou que adolescentes de 12 a 17 anos serão incluídos no Programa Nacional de Vacinação contra a covid-19. Conforme o titular da pasta, esse público será imunizado depois dos adultos receberem a primeira dose. Jovens com comorbidade terão preferência, segundo anunciou Queiroga, na terça-feira 27.

Atualmente, apenas o produto da Pfizer pode ser aplicado em adolescentes, de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária. O ministro Marcelo Queiroga disse que o governo estuda a redução do intervalo entre a primeira e a segunda dose do imunizante de 90 dias para 21 dias. O objetivo é evitar a propagação da variante delta do coronavírus.

Leia também: “A supervacina”, reportagem publicada na Edição 39 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro