Moraes: Jefferson integra ‘possível organização criminosa’ para ‘desestabilizar instituições’

Segundo o ministro do STF, grupo tinha como objetivo a 'derrubada da estrutura democrática e o Estado de Direito no Brasil'
-Publicidade-
O ministro Alexandre de Moraes, do STF, decretou a prisão preventiva de Roberto Jefferson
O ministro Alexandre de Moraes, do STF, decretou a prisão preventiva de Roberto Jefferson | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

No mandado em que determinou a prisão preventiva do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirma que o ex-parlamentar é suspeito de integrar uma “possível organização criminosa” cujo objetivo é atacar e “desestabilizar as instituições”.

“Uma possível organização criminosa — da qual, em tese, o representado faz parte do núcleo político — que tem por um de seus fins desestabilizar as instituições republicanas, principalmente aquelas que possam contrapor-se de forma constitucionalmente prevista a atos ilegais ou inconstitucionais, como o Supremo Tribunal Federal (STF) e o próprio Congresso Nacional”, anotou o magistrado.

Leia mais: “URGENTE: Roberto Jefferson é preso pela Polícia Federal”

-Publicidade-

Ao justificar o pedido de prisão, Moraes cita ainda “uma rede virtual de apoiadores que atuam, de forma sistemática, para criar ou compartilhar mensagens que tenham por mote final a derrubada da estrutura democrática e o Estado de Direito no Brasil”.

Como Oeste informou, o pedido foi feito pela Polícia Federal (PF), por participação do ex-parlamentar em grupos que atuavam nas redes sociais supostamente para atacar as instituições democráticas. A investigação corre no âmbito do novo inquérito aberto por Moraes para apurar atos antidemocráticos — instaurado pelo magistrado depois de o inquérito anterior sobre o assunto ter sido arquivado.

Leia também: “‘Supremo da Venezuela’, diz Jefferson sobre mandado de prisão”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

13 comentários

  1. Gente, ninguém para esses CANALHAS????? Prendem por POSSÍVEIS…, SUPOSTOS…, eles acabam com a democracia e culpam os outros?????

  2. ATENÇÃO ESTUDANTES E ESTUDIOSOS DO DIREITO: FOI CRIADA NOVA MODALIDADE DE CRIME, O CRIME POR SUPOSIÇÃO!!! O QUE SERÁ QUE ESTÁ PENSANDO RUI BARBOSA EM SUA SEPULTURA???????

    1. Foi criado também o crime de fake news que nem existe no código penal.
      Está na hora do povo demitir na marra esse ministro e alguns outros, pelo seguinte: Abuso de autoridade e prevaricação. Esses sim estão descritos na lei.

  3. Alexandre, finalmente você cometeu o erro fatal.
    A corda arrebentou.
    Para te deter apenas o 142
    Congresso de joelhos para os Supremos Crápulas

    1. Isso prova que a maioria dos senadores são bandidos, pois eles não querem seguir adiante com o processo de impeachment. Então nossa campanha para o ano que vem é limpar o senado, renovar tudo.

  4. Mais criminosa que o PCC ao qual esse PULHA pertence?
    Se a corda não arrebentou agora, não sabemos o que irá acontecer com o Brasil.
    Ao que parece, 7 de setembro terá que ser antecipado.
    Onde estão os caminhoneiros para cercar o Ninho de Ratos e a Pocilga?

  5. Todos que de alguma forma se mostram a favor do governo Bolsonaro pronto já é considerado inimigo da tal democracia imaginaria e do estado de direito destes ditadores esquerdopatas.

  6. viraram um tribunal pré-crime .. adivinham os objetivos e interesses… contra alvos imateriais… que coisa demente e histérica.. e pior q ninguém consegue se contrapor a essa força satânica.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro