Morte de Maradona encerra lockdown na Argentina?

País que impôs o mais duro confinamento na pandemia tem multidão nas ruas durante velório
-Publicidade-
Velório de Maradona em Buenos Aires I Foto: Reprodução/Twitter
Velório de Maradona em Buenos Aires I Foto: Reprodução/Twitter | Foto: Reprodução/Twitter

Os jornais do mundo todo estampam imagens em seus portais nesta quinta-feira, 26, da multidão que se aglomera nas imediações da Casa Rosada, em Buenos Aires, para se despedir do maior jogador de futebol da história da Argentina, Diego Armando Maradona. Houve até tumulto. A ex-presidente em exercício Cristina Kirchner esteve no local. Um desavisado que tenha visto as cenas pela TV pode até se comover com a romaria dos apaixonados pelo ex-craque, mas restará a pergunta: o que aconteceu com a mais severa quarentena das Américas? Com o lockdown que ajudou a afundar ainda mais a economia dos vizinhos sul-americanos? A Argentina é, de fato, um tango melancólico.

Leia mais: Velório de Maradona tem tumulto e aglomeração

-Publicidade-
Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comments

  1. Os inúmeros casos descarados de manipulação dessa “pandemia” feita por esses governos socialistas, ainda não levou à população a questionar tudo isso daí. Francamente, não estou entendendo como podem haver tanta gente alienada e o pior é que não é só aqui, é em todo mundo livre. Não se notam esses movimentos em ditaduras africanas, países islâmicos e também em ditaduras comunistas como na China, Coréia do Norte, Cuba e outras porcarias mais. Alguém aí já ouviu falar em lockdown em Cuba? Eu ainda não ouvi nada a respeito.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site