-Publicidade-

MPRJ pede prisão de técnica de enfermagem por falsa vacinação

Rozemary Gomes Pita foi indiciada pela polícia por peculato e crime contra a saúde pública
Rozemary Gomes Pita, de 42 anos, teve o pedido de prisão solicitado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro
Rozemary Gomes Pita, de 42 anos, teve o pedido de prisão solicitado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou e pediu à Justiça a prisão preventiva da técnica de enfermagem Rozemary Gomes Pita, de 42 anos, indiciada pela polícia por peculato e crime contra a saúde pública. Para justificar a necessidade da prisão preventiva, o MP afirma que, “tratando-se de uma profissional de saúde, sua liberdade traz riscos para a ordem pública, sendo a custódia cautelar preventiva solicitada a medida necessária para a prevenção do crime narrado”. A 2ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Territorial do núcleo de Niterói afirma que os crimes cometidos Rozemary são dolosos (intencionais), e o caso de peculato (apropriação ou desvio de um bem público por servidor) prevê prisão por mais de quatro anos. A técnica também foi denunciada por não cumprir determinação do poder público para impedir propagação de doença contagiosa. As informações são do G1.

Leia também: “Profissional é indiciada por falsa aplicação de vacina”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês