‘O crime não entra em quarentena’, diz coordenador de fronteiras do governo

Eduardo Bettini, da Secretaria de Operações Integradas (Seopi) do Ministério da Justiça, diz que programa de combate ao tráfico de drogas e crime organizado chega ao Rio Grande do Sul até o início de julho
-Publicidade-
Na imagem, o coordenador-geral de fronteiras da pasta, Eduardo Bettini | Foto: Divulgação
Na imagem, o coordenador-geral de fronteiras da pasta, Eduardo Bettini | Foto: Divulgação

Eduardo Bettini, da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça, afirma que programa de combate ao tráfico e crime organizado chega ao Rio Grande do Sul até o início de julho

O coordenador-geral de fronteiras da pasta, Eduardo Bettini | Foto: Divulgação
-Publicidade-

O governo mantém como prioridade a segurança nas fronteiras e, por isso, acelera a expansão dos trabalhos no país. Conforme Oeste antecipou, o Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras e Divisas (Vigia), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, chegou a Roraima e Santa Catarina. E o Rio Grande do Sul será o próximo Estado.

A meta do governo é a clara intransigência com o crime organizado. É o que sustenta o coordenador-geral de fronteiras da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), Eduardo Bettini. “Observamos que o Vigia cresceu e vem se fortalecendo mesmo durante a pandemia. É justamente assim que tem de ser. O crime não entra em quarentena”, destaca a Oeste.

Os números são prova disso, defende Bettini. “As pessoas não deixaram de contrabandear e traficar porque teve um decreto que fechou o trânsito de pessoas nas fronteiras. Nós tínhamos que ter um programa que, realmente, acompanhasse essa tendência e se preparasse”, sustenta.

O Vigia desembarca no Rio Grande do Sul em 16 de junho para os últimos grandes ajustes. Mas Bettini projeta o início das operações para o começo de julho. Outros dois Estados receberão o programa em breve. É o caso do Amapá e Pará. “No Amapá, devemos iniciar ainda este semestre, em junho ou até julho. O Pará está na mesma situação”, explica.

Operações

No Amazonas, após um atraso operacional de praticamente dois meses, as operações serão iniciadas nesta semana. Durante reunião ocorrida ontem, segunda-feira 1º, além de discutir a ampliação do Vigia, o governo também dialogou sobre a instalação do sistema de comunicação.

O sistema possui capacidade de cobertura e tráfego de dados, com posicionamento de localização geográfica dos operadores. O sistema também está em instalação no Paraná.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site