O Estado deixou de ser laico e passou a ser antirreligioso e autoritário?

"A crença pode ser de foro íntimo, subjetiva, pessoal, mas o culto não", afirma Rodrigo Constantino
-Publicidade-
Santuário Nossa Senhora da Aparecida, em Aparecida (SP)
Santuário Nossa Senhora da Aparecida, em Aparecida (SP) | Foto: Divulgação/Thiago Leon/Santuário Nacional

Rodrigo Constantino avisa: “Estado laico, sim. Mas não antirreligioso”. Em sua coluna para 55ª Edição da Revista Oeste ele adverte que a Constituição Federal é clara: “salvo em situação de estado de sítio, que precisa ser decretado pelo presidente da República com anuência do Congresso, o Estado não tem o poder de impedir a prática religiosa em seus locais, considerados sagrados pelos fiéis.”

“O Estado não terá uma religião oficial, obrigatória, mas também não vai perseguir nenhuma religiosidade, querer se intrometer em seus rituais e liturgias”, argumenta Constantino. “E a crença pode ser de foro íntimo, subjetiva, pessoal, mas o culto não: é justamente a comunhão dos crentes que compartilham daquela mesma fé. Não é uma simples ‘aglomeração’, como uma festinha.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comentários

    1. Nós USA os democratas são minoritários na Corte Suprema deles. Os conservadores são maioria. O Biden anunciou a criação de uma comissão para estudar mudanças com aumento do número de ministros.

    2. A CNBB não diz nada ela apenas repete o que o instituto Lula manda eles repetirem. Alias a CNBB esta mais ocupada garantindo que menor de 12 anos possa ter visita íntima em sua cela na prisão garantindo assim a pedofilia que seus padres e bispos tanto idolatram e com sua campanha LGBT colorida desse ano, que nem querem perder seu tempo com religião ou cristianismo …

  1. O STF subverteu a ordem, interferiu e institucionalizou a bagunça jurídica, roubou do povo liberdades sagradas e intangíveis, como o direito da prática da fé. Algo impensável, vindo daqueles que deveriam, a qq custo, manter a liberdade individual intocável.

  2. Constituição? Desde quando os supremos ministros a utilizam para seus julgamentos? Eles só lembram desse detalhe, quando interessa aos seus interesses corporativistas.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site