PF abre investigação sobre jogadores argentinos por falsidade ideológica

Inquérito será conduzido pela delegacia da corporação no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP)
-Publicidade-
Polícia Federal abriu investigação para apurar se jogadores argentinos cometeram falsidade ideológica
Polícia Federal abriu investigação para apurar se jogadores argentinos cometeram falsidade ideológica | Foto: Reprodução/Mídias sociais

A Polícia Federal (PF) abriu um inquérito no domingo 5 para investigar quatro jogadores da seleção argentina pelo suposto crime de falsidade ideológica. As informações são da GloboNews.

Oriundos da Inglaterra, onde jogam, Emiliano Martínez, Buendía, Cristian Romero e Lo Celso não fizeram a quarentena obrigatória de 14 dias determinada pelas autoridades sanitárias para pessoas que venham do Reino Unido para o Brasil. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os atletas também forneceram informações falsas ao preencher o formulário de declaração sanitária para entrar no país.

Leia mais: “Para Anvisa, membro da delegação falsificou declaração de jogadores argentinos”

-Publicidade-

Depois da suspensão do jogo entre Brasil e Argentina, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, por violação dos argentinos às regras sanitárias do país, os atletas prestaram depoimento à PF e foram liberados. A investigação será conduzida pela delegacia da PF no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP), que foi o local de entrada dos jogadores no Brasil.

Leia também: “CBF critica Anvisa e diz ter ficado ‘surpresa’ com interrupção de Brasil x Argentina”

Segundo a PF, os quatro atletas argentinos permaneceram em silêncio durante o depoimento. Eles foram informados de que estavam sendo investigados antes de deixar o Brasil.

Leia também: “Fifa diz lamentar suspensão de Brasil x Argentina e promete decisão ‘no devido tempo’”

Como noticiamos mais cedo, um documento oficial da Anvisa aponta que um membro da delegação da seleção argentina foi o responsável pelo preenchimento com informações falsas das declarações sanitárias dos atletas na chegada ao Brasil. De acordo com a apuração da agência regulatória, a falsificação teria sido feita por Fernando Ariel Batista.

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro