PF apreende lista com nome de 57 pessoas que teriam sido vacinadas ilegalmente em BH

Operação Camarote cumpriu quatro mandados de busca e apreensão
-Publicidade-
Operação Camarote | Foto: Reprodução/Polícia Federal
Operação Camarote | Foto: Reprodução/Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira, 26, uma operação para apurar suposta importação e administração irregular de vacinas contra a covid-19. A imunização teria sido promovida por empresários e ocorrido em uma garagem de empresa de ônibus.

A Operação Camarote cumpriu quatro mandados de busca e apreensão. Segundo o portal G1, apreendeu-se uma lista com o nome de 57 pessoas supostamente vacinadas na terça-feira 23 em Belo Horizonte.

-Publicidade-

Leia mais: “Marcos Pontes anuncia vacina do governo federal; pedido de testes à Anvisa foi feito antes de anúncio de Doria”

De acordo com a Polícia Federal, suspeita-se que houve importação irregular de vacinas. Há indícios de que os imunizantes tenham sido adquiridos em algum país que faz fronteira com o Brasil, e não diretamente com laboratório.

Reportagem da revista piauí afirma que um grupo formado por políticos, empresários e seus familiares furou o cronograma de vacinação contra a covid-19 e, com recursos próprios, adquiriu a vacina da Pfizer.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 comentários

  1. Nao vejo qual foi o problema a partir do ponto que não desviaram vacina de ninguém. Moralmente não vejo nada errado. Se a importação é ilegal tá na hora de mudar a lei. Vai sobrar mais vacina para imunizar quem não pode comprar

    1. Lembrando ainda que a vacinação de apenados reclusos (presos) é antes dos professores e trabalhadores de qualquer grupo…
      Se não foi roubada, se tem dinheiro prá comprar, que mal há? Ou devemos aguardar, como gado, os políticos (os tais intitucionalizados) e os bandidos serem vacinados na nossa frente?

  2. Se a vacina estivesse à venda PARA TODOS, ai sim, poderia admitir, já que não é pecado ter dinheiro. Porém, apenas o fato de tê-lo, não dá direito de tal procedimento. CADEIA PARA TODOS OS IMPLICADOS, simples assim. Porém, fiquem tranquilos. O STF inocentará todos.

  3. No Brasil somos todos iguais….iguais na pobreza ou na miséria intelectual de nossas universidades….ou na AUSÊNCIA DE VACINAS, como queira.
    Sempre bom lembrar que existem uns Brasileiros que são mais iguais que os demais, são os grupos privilegiados. Se você fosse presidiário, por ex. já estaria vacinado.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.