PF apura interferência no pedido de extradição de Allan dos Santos

Delegada que encaminhou documento para os Estados Unidos foi exonerada no começo de novembro
-Publicidade-
Pedido de extradição do jornalista está com as autoridades norte-americanas
Pedido de extradição do jornalista está com as autoridades norte-americanas | Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

A Polícia Federal (PF) está apurando a atuação da cúpula do Ministério da Justiça (MJ) no processo de extradição do jornalista Allan dos Santos. A PF quer saber se houve alguma tentativa de interferência no envio da documentação para os Estados Unidos.

A prisão do jornalista foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes em outubro. Allan é investigado no inquérito que apura suposta existência de uma milícia digital que atuaria contra a democracia e as instituições.

Em nove de novembro, a delegada Silvia Amélia, chefe do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Internacional — setor que cuida desse tipo de assunto dentro do ministério —, foi exonerada do cargo. Isso aconteceu dias depois dela ter encaminhado a documentação de extradição do jornalista para os EUA, cumprindo a determinação do STF.

-Publicidade-

O MJ informou que a demissão da delegada fazia parte de ajustes dentro da nova gestão da Secretaria Nacional de Justiça, sob coordenação de José Vicente Santini.

Com informações do jornal Folha de S.Paulo

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.