PF investiga corrupção no Judiciário de Alagoas

Os mandados são cumpridos na sede do Tribunal de Justiça e em outros endereços
-Publicidade-
Um dos alvos da operação é um desembargador do Tribunal de Justiça de Alagoas
Um dos alvos da operação é um desembargador do Tribunal de Justiça de Alagoas | Foto: Caio Loureiro

A Polícia Federal cumpre 15 mandados de busca e apreensão para investigar crimes de corrupção praticados por membros do Poder Judiciário do Estado de Alagoas.

Um dos alvos da operação, que acontece em Alagoas e Curitiba, no Paraná, é um desembargador, que não teve o nome divulgado. As buscas foram autorizadas pelo Superior Tribunal de Justiça.

Segundo a PF, a investigação aponta que agentes públicos e advogados intermediaram o retardamento de julgamento e proferimento de decisões favoráveis no interesse de uma empresa do ramo da educação com a contrapartida de pagamentos de gastos do magistrado.

-Publicidade-

Os mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em Alagoas, na sede do Tribunal de Justiça e em outros endereços. Além dos crimes de corrupção passiva e ativa, há suspeita do crime de advocacia administrativa.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.