PF solicita mais prazo em investigações que envolvem Renan Calheiros

O lobista Milton Lyra é figura-chave nas investigações
-Publicidade-
O senador Renan Calheiros (MDB-AL)
O senador Renan Calheiros (MDB-AL) | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A Polícia Federal solicitou mais tempo para concluir dois inquéritos que investigam o suposto pagamento de propinas ao senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid-19, em troca de benefícios quando o parlamentar presidia o Senado. O pedido foi feito em 7 de junho e deve ser analisado pela ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal. O lobista Milton Lyra é uma figura-chave nas investigações.

No despacho, o delegado Wedson Cajé Lopes relata a “possível atuação conjunta de Milton Lyra, Alexandre Santoro e Richard Klien” para obter alterações legislativas. De acordo com a revista digital Crusoé, Lyra é apontado como operador de Calheiros.

Em 2013, Santoro era CEO da América Latina Logística. O gigante do transporte fez R$ 700 mil em pagamentos a uma empresa de um lobista ligado a Lyra. No ano seguinte, 2014, a Credpag Consultoria, de Lyra, recebeu R$ 733 mil da Multi STS Participações, de Klien.

-Publicidade-

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site