Pix: bandidos ateiam fogo a carro depois de tentativa de assalto

Criminosos não conseguiram encontrar os aplicativos bancários no celular da vítima e acabaram incendiando veículo de R$ 200 mil
-Publicidade-
Veículo foi abandonado na cidade de São Caetano do Sul, no ABC paulista
Veículo foi abandonado na cidade de São Caetano do Sul, no ABC paulista | Foto: Reprodução/Rádio Jovem Pan

Dois bandidos da quadrilha do Pix — sistema de pagamentos eletrônicos do Banco Central — sequestraram um homem na noite do domingo 12, quando ele saía de um shopping na Vila Prudente, zona leste de São Paulo.

Depois de dirigir alguns quilômetros, os bandidos puseram o homem no banco de trás para efetuar transferências. No entanto, a vítima havia desinstalado os aplicativos bancários para evitar esse tipo de crime.

“Revoltados” por não terem conseguido concretizar o roubo por meio do Pix, os bandidos abandonaram a vítima em São Caetano do Sul, no ABC paulista e seguiram com o carro. Alguns quilômetros depois, os criminosos atearam fogo ao veículo.

-Publicidade-

Esportivo de luxo, o automóvel custa aproximadamente R$ 200 mil. Investiga-se ainda o motivo de os criminosos terem destruído o veículo, em vez de levá-lo como produto do roubo.

O caso foi registrado na delegacia de São Caetano do Sul pela própria vítima. A polícia tenta identificar os envolvidos por meio de imagens de câmeras de segurança, visto que o homem foi rendido no estacionamento do shopping.

Até o momento, os criminosos não foram identificados e ninguém foi preso.

Leia também: “O terror na tela do celular”, reportagem publicada na edição 81 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Se a maioria da população estiver armada, os criminosos de baixo nível terão que ficar em lockdown permanente nos morros onde a polícia está proibida de entrar. Os cidadãos de bem têm que aprender a se defender dos criminosos.

    1. Então, já que você é sempre um crítico, de preferência que se resume a apenas uma frase, nos diga qual a sua opinião abalizada sobre esse assunto? Com certeza não responderá porque o tacanho aqui é você, seu merda.

  2. A receita é não mostrar ostentação para não chamar a atenção desses vagabundos. Tenho certeza que se a vítima estivesse num Uno Mille, nem seria visto e outra coisa é sair com um celular daqueles bem básicos apenas para efetuar ligações telefônicas. O luxo e conforto, deixa em casa. Infelizmente é isso aí. Outro dia eu assisti a um vídeo, onde um cidadão, ao notar que estava sendo monitorado por dois marginais numa moto, teve a presença de espírito de começar a revirar uma lixeira de uma residência próxima e os vagabundos ao retornarem com a moto, acabaram por seguir adiante. É isso aí, vamos acabar como dizem os globalistas: Não teremos nada e seremos felizes (por não sermos assaltados, pois todos estarão na mesma situação).

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.