Prefeitura de São Paulo suspende vacinação de 1ª dose nesta terça

Além disso, a imunização das pessoas com 48 anos de idade, que começaria na quarta-feira 23, será adiada
-Publicidade-
São Paulo viveu um 'apagão' de vacinas contra a covid-19 nesta segunda-feira
São Paulo viveu um 'apagão' de vacinas contra a covid-19 nesta segunda-feira | Foto: Alex de Jesus/O Tempo/Estadão Conteúdo

O secretário municipal da Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, anunciou na noite desta segunda-feira, 21, que a vacinação de primeira dose está suspensa na capital paulista na terça-feira 22. Além disso, a imunização das pessoas com 48 anos de idade, que começaria na quarta-feira 23, será adiada.

Como Oeste informou mais cedo, a maior cidade do Brasil viveu hoje um “apagão” de vacinas contra a covid-19. De acordo com o aplicativo “De Olho na Fila”, da prefeitura da capital, mais da metade das unidades de vacinação registraram problemas. Pelo menos 344 dos 520 postos sofreram com falta de doses.

Ainda segundo Aparecido, apenas as pessoas que tiverem de tomar a segunda dose da vacina serão atendidas nos postos de saúde amanhã. A prioridade será repor os estoques das unidades. Na quarta-feira 23, terá início a imunização das pessoas com 49 anos de idade.

-Publicidade-

Leia mais: “Vacinas contra covid-19 acabam em mais de 300 postos em São Paulo”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. A competição por vacinação que está sendo anunciada por desafetos do Presidente da República deveria acender uma luz amarela no Ministério da Saúde. Um Plano Nacional de Imunização é uma operação logística complexa, que pode ser sabotada de diversas maneiras.

  2. Provavelmente, as unidades que não sofreram “com falta de vacina” foram aquelas que tinham coronavac, pois, na sexta-feira, dia 18/06, em três postos na zona sul/oeste não havia fila. Muito tranquilo. A vacina disponível era a coronavac.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site