Presidente do PCO afirma que agressão a tucanos foi ‘apenas um aperitivo’

'Não faremos autocrítica', diz Rui Costa Pimenta após atos de violência do partido de extrema esquerda
-Publicidade-
Extremistas do Partido da Causa Operária (PCO) agrediram tucanos na Avenida Paulista
Extremistas do Partido da Causa Operária (PCO) agrediram tucanos na Avenida Paulista | Foto: Reprodução/Redes Sociais

O presidente do Partido da Causa Operária (PCO), legenda nanica de extrema esquerda que participou das manifestações do fim de semana contra o presidente Jair Bolsonaro, voltou a ameaçar integrantes do PSDB que estejam em eventuais novos protestos. Em declarações reproduzidas pelo site Diário da Causa Operária, Rui Costa Pimenta afirmou que as agressões contra tucanos registradas no sábado 3 na Avenida Paulista, em São Paulo, foram só o começo.

“Não faremos autocrítica” afirmou Pimenta. Segundo o dirigente máximo do PCO, os atos de violência contra militantes tucanos foram “apenas um aperitivo” diante da “dívida que o PSDB teria que saldar” com a população brasileira.

Leia mais: “Bolsonaro reage às manifestações: ‘Nunca foi por saúde ou democracia, sempre foi pelo poder’”

-Publicidade-

A publicação do PCO diz ainda que “o PSDB é um partido de inimigos do povo”. “É o partido que entregou o parque industrial brasileiro para o imperialismo, é o principal partido do golpe de Estado de 2016, é o partido que pariu o bolsonarismo. E é um partido que [nem] sequer é a favor do Fora, Bolsonaro”, afirma a legenda extremista. “Nem mesmo o impeachment, que é uma manobra parlamentar aplicada por aqueles que querem fazer demagogia com o movimento, o PSDB assinou! Não deveria estar nos atos da esquerda sob hipótese alguma.”

Leia também: “Manifestação contra Bolsonaro termina em vandalismo em SP”

O PCO celebra o fato de ter agredido os partidários do PSDB e de outras agremiações. “Os tucanos, que estavam em um bloco junto ao PSB e ao Movimento Acredito, foram escorraçados violentamente por militantes do PCO, do PT e de outras organizações da esquerda revoltados com a infiltração desses cavalos de Troia”, diz o site. “Os manifestantes que não participaram ativamente da expulsão do PSDB aplaudiram. A imprensa capitalista, por sua vez, criticou desesperadamente a ação bem-sucedida.”

Como Oeste informou, a Polícia Militar de São Paulo registrou ao longo da noite de sábado três cenas de vandalismo e violência na capital paulista durante manifestação que pedia o impeachment de Bolsonaro. As fotos e vídeos foram compartilhados no perfil oficial da corporação nas redes sociais e mostram agentes de segurança agredidos e depredações.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site