Protesto contra Lula reúne multidão em São Paulo

Manifestantes reuniram-se em frente à sede do Comando Militar do Sudeste

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
A manifestação reuniu pessoas de diversas regiões do Estado
A manifestação reuniu pessoas de diversas regiões do Estado | Foto: Revista Oeste

A Avenida Sargento Mario Kozel Filho, sede do Comando Militar do Sudeste, no bairro Paraíso, zona sul de São Paulo, foi tomada por manifestantes nesta terça-feira, 15, data que celebra a Proclamação da República. O local virou símbolo das manifestações na capital paulista, desde a eleição do presidente Lula (PT).

Antes do meio-dia, manifestantes já ocupavam parte da avenida. O protesto, marcado para as 13 horas, encheu não só a via, mas as ruas ao redor do Comando Militar do Sudeste.

Pessoas de todas as idades, de diferentes regiões do Estado, participaram do ato, repleto de bandeiras, camisetas, bonés e faixas com as cores da bandeira do Brasil.

-Publicidade-

Ao som do Hino Nacional, os manifestantes reuniram-se em frente ao portão principal do comando. Durante a tarde, ficaram repetindo cantos contra a eleição de Lula. Os manifestantes também destacaram, em faixas e cartazes, pedidos como “liberdade” e contra a censura imposta pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

A área de 14 mil metros quadrados foi abraçada simbolicamente pelas pessoas que participavam do ato. Por volta das 15 horas, a multidão permanecia no local. Enquanto isso, outras centenas de pessoas desciam a Avenida Brigadeiro Luiz Antônio com destino à manifestação.

Até o fim da tarde, nenhum registro de confusão ou tumulto foi reportado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado.

proclamação da república
Manifestação contra o presidente eleito, Lula, no Comando Militar do Sudeste, nos arredores do Parque Ibirapuera, em São Paulo – 15/11/2022 | Foto: Guilherme Lopes/Revista Oeste

Leia também: “A direita está aí”, reportagem publicada na edição 137 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Gostaria de saber se haverá paralização dos caminhoneiros em 01/01/2023, até o dia 10 de janeiro de 2023 ? Se está confirmada. Se procede está notícia que corre aqui em Pernambuco…

  2. Enquanto o povo (idosos, mulheres, crianças e trabalhadores de todos o Brasil) completa 16 dias ininterruptos de protesto e indignação pela parcialidade do TÊESSSIÉ nas eleições e as suspeitas sobre as urnas, os ministros passeiam pelos caríssimos restaurantes de New York e ainda zombam do povo brasileiro…. “perdeu mané, não amola”…… e as FFAA?…… Bem…… as FFAA descansam em berço esplêndido, de fato os tempos são outros, e os homens também já não são os mesmos e muito menos movidos pela mesma coragem e ideais.

  3. Me desculpe a redação da Oeste na manchete, a manifestação não é contra o Ladrão, mas é contra os Ladrões do STF/TSE, do LULARÁPIO e do Congresso inerte, os Brasileiros cansaram de serem roubados e enganados, basta, a redação da Oeste também é canhota? Como diz Emilio Surita?

    1. Gostaria de saber se haverá paralização dos caminhoneiros em 01 01 2023 como comentam aqui em Pernambuco…? De 01 01 de 2023 até 10/01/2023…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.