Reforço para maiores de 80 anos deve utilizar outras vacinas, e não a CoronaVac, diz especialista

A recomendação é do médico José Cássio de Morais, epidemiologista e especialista em imunização
-Publicidade-
Foto: Reprodução/Flickr
Foto: Reprodução/Flickr

O reforço vacinal em pessoas com mais de 80 anos que tomaram a CoronaVac deve ser feito com os outros imunizantes desenvolvidos para combater a covid-19. A recomendação é do epidemiologista e especialista em imunização José Cássio de Morais, professor na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Leia também: “Anvisa pede ao Butantan informações sobre doses de reforço da CoronaVac”

“Dados recentemente publicados no Brasil mostram que nos indivíduos acima de 80 anos a resposta da [vacina] AstraZeneca é melhor do que a da CoronaVac”, disse Morais nesta quinta-feira, 2, em entrevista à CNN. “O da Pfizer deve ter o mesmo efeito.” E completa: “Para os acima de 80 anos e os imunodeprimidos, melhor seria usar uma outra vacina, e não a CoronaVac”.

-Publicidade-

O médico acredita que o imunizante desenvolvido pela chinesa Sinovac “provavelmente ainda terá utilidade” para as outras faixas etárias. Ele afirmou que seu posicionamento vale para o momento atual da pandemia, em razão do surgimento diário de novas informações.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro