Rodrigo Garcia: ‘Bandido que levantar arma vai levar bala da polícia’

Governador de São Paulo anunciou reforço na segurança pública
-Publicidade-
O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), durante anúncio nesta quarta-feira, 4
O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), durante anúncio nesta quarta-feira, 4 | Foto: Divulgação

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira, 4, um reforço no efetivo da polícia para tentar coibir a criminalidade na capital paulista. O governador Rodrigo Garcia (PSDB), que está há um mês no cargo no lugar de João Doria (PSDB), participou do anúncio da Operação Sufoco.

“Bandido que levantar arma para a polícia vai levar bala”, disse Garcia, ao afirmar que vai dobrar o efetivo de policiais nas ruas da cidade.

O efetivo diário, até então de 5 mil policiais por dia na capital, será quase dobrado para a Operação Sufoco. Com o reforço nas ruas de 4,7 mil agentes contratados a partir de jornadas extras da Polícia Militar, Guarda Civil e Polícia Civil, haverá intensificação de ações, como vistorias de veículos nas ruas.

-Publicidade-

A medida é uma resposta à onda de assaltos na cidade de São Paulo. O coronel Ronaldo Miguel Vieira, que assumiu ontem o comando da PM, disse na ocasião que serão feitas abordagens a todos os motoqueiros, para coibir roubos cometidos por criminosos disfarçados de entregadores de aplicativos.

Criminalidade aumentou no Estado

No final de abril, o governo paulista divulgou dados oficiais da criminalidade no Estado no primeiro trimestre deste ano. Os novos números mostraram um aumento em grande parte dos crimes patrimoniais, na comparação com o mesmo período de 2021

Segundo os dados oficiais da Secretaria da Segurança Pública, São Paulo registrou mais de 130 mil furtos de janeiro a março deste ano, uma alta de 28% em relação a 2021.

Em relação aos roubos, o Estado registrou 60 mil casos nos primeiros três meses do ano, alta de 7%, na comparação com 2021.

Os crimes também tiveram alta na capital paulista

A cidade de São Paulo apresentou um movimento semelhante ao do restante do Estado. Na capital, os furtos aumentaram em 36% em relação a 2021, chegando a 53 mil casos.

Os roubos em geral cresceram 10% na capital de janeiro a março de 2022, em comparação ao ano passado, chegando em 34,6 mil.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

11 comentários Ver comentários

  1. Estranho, durante 30 anos só penalizou a PM e reduziu de forma impressionante os efetivos nas cidades, nada como uma eleição para desnudar a mentira!

  2. BOLSODRIGO??? Sei … e lá tucano combate o crime??? Pois tucano/petralha é igual ao pcc e o pcc é a mesma m… do que tucano/petralha … ISSO AÍ É SÓ MAIS UM VAGABUNDO QUERENDO COLAR NO VÔO DO MITO …

  3. É só prender motos com os escapamentos barulhentos poxa!!!
    TEM LEIS PRA ISSO E NÃO SÃO CUMPRIDAS…
    SE EM PLENA rua da Consolação o barulho desse marginais que se dizem trabalhadores é absurdo…já imaginaram na periferia?!
    CHEGA DE BARULHO DESSE ESCAPAMENTOS !!
    BANDIDOS TODOS QUE USAM ESCAPAMENTOS FORA DO PADRÃO

  4. IIIIXIIIIII!
    COMEÇOU O BOLSOGARCIA?!?!
    NOVAMENTE ISSO??!
    Esse discurso NÃO TE PERTENCE VAGABUNDO!
    Se paulista cair nessa palhaçada acabou este estado pra mim…
    sou bOLSONARO

      1. Ta parecendo o Geral Alckimin com a tal tolerância zero e nada mudou…..

  5. Pronto, começou o BolsoDória versão 2022. Eleitor paulista não é besta, e sabe quem é oportunista em ano de eleição. Essa marionete do Dória não tem chance. Tarcísio Governador!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.