-Publicidade-

Senado tenta adiar o calendário do Enem 2020

Senadores argumentam que a pandemia alterou todo o calendário letivo deste ano
Exame pode ficar para 2021| Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Exame pode ficar para 2021| Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil | Novas datas do Enem

Grupo de senadores buscam consenso para votar projetos que alteram o calendário de provas para este ano

Um grupo de parlamentares tenta, dentro do Senado, votar algum projeto que altere as datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. Os parlamentares argumentam que a pandemia do coronavírus atrasou o calendário letivo de 2020.

Ontem, sexta 17, a senadora Daniella Ribeiro (PP-PB) propôs que seu projeto fosse apreciado pela Casa, mas, sem consenso, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, acabou optando por não inserir o texto na pauta. O senador Izalci Lucas (PSDB-DF) pediu que a Casa procure um entendimento com o Ministério da Educação para que estudantes e professores tenham uma melhor programação e preparação para participar da avaliação.

Calendário

O Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação, definiu os dias 11 e 18 de outubro para a realização das provas digitais, aplicadas pela primeira vez nesse formato, e os dias 1º e 8 de novembro para a aplicação das tradicionais provas impressas.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. Na minha simples opinião, não deve ser alterado a data. E sim adequar as salas para receber o menor números de alunos e com distanciamento necessário, disponibilizar luvas e álcool gel/mascaras. O que também poderia ao invés de ser dois dias, poderia ser em 4 dias, e assim reduzir o tempo de permanência.
    O que pode ser alterado e a eleição não ser obrigatório e sem comícios e outros tipos de aglomerações, já que são expert e encher de linguiça nas mídias sociais usem elas…

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês