Shoppings paulistas têm queda recorde na movimentação nos estacionamentos em março

Nas estradas, o movimento de veículos leves caiu 10,88%
-Publicidade-
Sem Parar tem 5,7  milhões de clientes ativos
Sem Parar tem 5,7 milhões de clientes ativos | Foto: Corretor Carvalho/Wikimedia Commons

Em março deste ano, em meio à adoção de regras mais rígidas para a circulação impostas em razão da pandemia, o movimento nos estacionamentos dos shopping centers do Estado de São Paulo registrou queda recorde de 72,38%. O dado foi divulgado pelo balanço feito pelo Sem Parar — sistema de pagamento automático em pedágios e estacionamentos, que conta com 5,7 milhões de clientes ativos.

Leia também: “Em 2020, shoppings paulistas fecharam 140 mil vagas de emprego”

De acordo com a coluna Radar, da revista Veja, a plataforma divulgou queda de 18,57% nos estacionamentos de outros centros comerciais do Estado e 10,88% na circulação de carros nas estradas e rodovias paulistas. Apenas o fluxo de veículos pesados registrou alta: 12%.

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.