SP aplicou 4 milhões de doses da CoronaVac de lotes suspensos pela Anvisa

Número corresponde a 19% do total de doses da vacina chinesa aplicadas no Estado, informa secretaria
-Publicidade-
Quatro milhões de doses de lotes suspensos pela Anvisa foram aplicados em São Paulo
Quatro milhões de doses de lotes suspensos pela Anvisa foram aplicados em São Paulo | Foto: Kevin David/Estadão Conteúdo

O governo do Estado de São Paulo já aplicou cerca de 4 milhões de doses da CoronaVac de lotes que tiveram sua distribuição suspensa pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no sábado 4.

Segundo informações da própria Secretaria Estadual de Saúde, o número corresponde a 19% do total de 21 milhões de doses da vacina chinesa aplicadas no Estado ao longo de toda a campanha de imunização contra a covid-19.

Leia mais: “Suspensão de lotes da CoronaVac não deve ‘causar alarmismo’, diz Instituto Butantan”

-Publicidade-

De acordo com a pasta, não foram observadas “intercorrências em termos gerais” envolvendo as pessoas que tomaram essas doses. O governo paulista afirma ainda que “toda a rede está orientada sobre a importância do monitoramento de todas as pessoas vacinadas, independentemente do imunizante administrado” e que vai aguardar “o parecer das autoridades sanitárias para proceder com a distribuição de 1,5 milhão de doses da Coronavac entregues a São Paulo nesta sexta (3)”.

Leia também: “Terceira dose com CoronaVac é ‘decisão de alto risco’, diz especialista”

Como Oeste informou ontem, a Anvisa foi comunicada pelo Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo, que o laboratório chinês Sinovac, fabricante da vacina contra a covid-19, enviou para o Brasil 12 milhões de doses de uma fábrica que não foi inspecionada pela Anvisa.

A agência sanitária brasileira divulgou que, como não sabe se a unidade cumpre as boas práticas de fabricação, houve a necessidade “de adoção de medida cautelar para evitar a exposição da população a possível risco iminente”.

Leia mais: “Espírito Santo é o 1º Estado do país a comprar doses da CoronaVac”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Estava na farmácia aguardando a vez e uma mulher disse que após tomar a segunda dose da vacina coronavc, ficou uma semana sem poder mexer o braço e sentindo formigamento… Ela pensou que estivesse infartando. Nossa…

  2. E por que só agora o Butantan revelou isso ao gov federal? Será que é porque o contrato está prestes a ser finalizado? Foram 4 milhões em São Paulo. Quantas foram distribuídas para o resto do país? Foram dois golpes de estelionato em sequência: a venda de um placebo e a entrega de um produto diferente do aprovado. Doria e seus sócios no Butantan ainda terão que explicar isso tudo ao Brasil.

  3. Apresentaram uma fábrica modelo e entregaram produto fabricado em algum fundo de quintal? Acho que ainda precisamos aprender um pouco mais sobre a China.

  4. O Agripino (CANALHA, VAGABUNDO, TRAIDOR e agora CRIMINOSO)) tem que ser reponsabilizado por quaisquer efeitos colaterais causados por uma “vaCHINA” que até agora não recebeu (nem receberá) liberação definitiva por parte da ANVISA.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.