STJ anula recebimento de denúncia e transfere caso Brumadinho para Justiça Federal

Com isso, na prática, o caso volta à fase inicial; Ministério Público informou que recorrerá da decisão
-Publicidade-
Rompimento da barragem em 2019 deixou mais de 250 mortos
Rompimento da barragem em 2019 deixou mais de 250 mortos | Foto: Vinícius Mendonça/Ibama

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta terça-feira, 19, anular o recebimento da denúncia oferecida pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) pelo caso envolvendo o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG), em janeiro de 2019.

Os magistrados da Corte entenderam que cabe à Justiça Federal a análise do processo. Com isso, na prática, o caso volta à fase inicial. A ação foi transferida para a 9ª Vara Federal Criminal de Minas Gerais. O MP anunciou que recorrerá da decisão.

-Publicidade-

O rompimento da barragem deixou mais de 250 mortos e de uma dezena de desaparecidos. Um ano depois da tragédia, 11 executivos e funcionários da Vale, além de funcionários da consultoria Tüv Süd, foram denunciados por homicídio doloso duplamente qualificado e crimes ambientais.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.