STJ faz licitação estimada em quase R$ 2 milhões para serviço de motorista

Ao final do contrato, o gasto estimado com o funcionário de menor salário equivalerá ao valor despendido na compra de quatro carros populares
-Publicidade-
O funcionário mais caro terá custado o mesmo que um Jeep Compass zero quilômetro e completo | Foto: Divulgação/STF

Nesta quinta-feira, 21, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) realiza uma licitação para a contratação de 12 motoristas e um supervisor. O serviço deverá ser prestado por 20 meses e o contrato tem valor estimado em R$ 1.820.436,60. O custo mensal de cada profissional, portanto, varia entre R$ 6.358,43 e R$ 9.279,23. Ao término do contrato, o total gasto com o menor salário (R$ 127.168,80) será equivalente ao valor pago hoje por quatro carros populares novos. O funcionário mais caro terá custado o mesmo que um Jeep Compass zero quilômetro e completo.

Ao mesmo tempo em que o trâmite é feito, a presença física dos servidores no STJ está limitada, diariamente, a 25% em razão da pandemia. Os condutores estão sendo contratados justamente para conduzir estes funcionários.

-Publicidade-

Leia também: “STJ manda soltar empresários alvos de investigação sobre corrupção no governo Witzel”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.