Textos sobre racismo vão ser analisados pela Folha antes de publicados

Depois do episódio envolvendo Antonio Risério, jornal criou 'comitê de equidade' para 'embargo' de artigos que tratam do tema
-Publicidade-
Sede do Jornal Folha de S.Paulo, na capital paulista | Foto: Divulgação/Folha de S.Paulo
Sede do Jornal Folha de S.Paulo, na capital paulista | Foto: Divulgação/Folha de S.Paulo

A Folha de S.Paulo criou o “Comitê de Inclusão e Equidade” para analisar textos sobre racismo. Composto por 17 jornalistas da redação, o colegiado tem o objetivo de “embargar textos para poderem ser lidos por mais pessoas e aprimorados” antes da publicação. O jornal fez o anúncio na sexta-feira 13.

Segundo a Folha, a iniciativa se deu em virtude do artigo do antropólogo e escritor Antonio Risério. No texto, Risério argumenta que negros também cometem racismo contra brancos. À época, um grupo de jornalistas da redação redigiu um manifesto criticando o artigo e pedindo a cabeça do antropólogo.

“O comitê atuará dentro e fora das editorias do jornal com o objetivo de sugerir e desenvolver projetos que tornem a Folha mais inclusiva e equânime quando o assunto é raça, cor, etnia, gênero, orientação sexual, classe e pessoas com deficiência”, explicou o jornal, em seu site.

-Publicidade-

O grupo que pediu a criação do comitê admite que pressionou o diretor de redação, Sérgio Dávila, para que ele reveja a posição da Folha sobre cotas raciais. Atualmente, o jornal se manifesta contra. Dávila disse que “todas as opções estão sobre a mesa no momento”. O comitê terá ainda o poder de vetar textos sobre racismo, ainda que o diretor de redação permita a sua publicação.

Integram o “Comitê de Inclusão e Equidade” 12 jornalistas negros e 5 brancos, sendo que 11 são mulheres e seis são homens, sendo um deles transgênero e uma travesti. O grupo se reúne trimestralmente com Flavia Lima, secretária-assistente de Redação e “editora de diversidade”, que encaminhará as demandas à direção.

O líder do comitê, Matheus Moreira, é autor do blog Vidas Negras Importam. No ar desde 2021, o site publica “notícias sobre a luta por direitos dos negros”.

Leia também: “A esquerda sempre foi adepta do regime ditatorial”, entrevista com Antonio Risério publicada na Edição 106 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

34 comentários Ver comentários

  1. Você tem toda liberdade para pensar o que bem entender, desde que concorde comigo.
    Essa é a “pluralidade de ideias” dessa gente.
    São autoritários até a medula.

  2. Até algum tempo atrás, o filho de um certo presidiário limpava o zoológico e hoje é um “empresario” de sucesso… Luiz Frias, de “empresário” de sucesso (ou construído da herança do pai…) passou a criar “zoológicos” em suas empresas com representantes das mais diferentes “espécies”….

  3. Não sei como ainda existe uma bolha que lê esse jornal.
    Eles caíram em tal descrédito que suas assinaturas e acessos é uma caricatura do que foi o jornal no passado. Mas vcs veem que continuam com um corpo de jornalistas bem pagos para continuarem com as mentiras. De onde vem o $$$$$? É que deveria ser investigado se a justiça funcionasse.
    Não é um jornal é plataforma política financiada.

  4. Quando uma empresa como essa perde a sua credibilidade e deixa de fazer jornalismo para fazer publicidade disfarçada de jornalismo, penso que está na hora de pegar seu banquinho e sair de mansinho ou fazer demência de que nunca existiu. Nunca imaginei que viveria para ver a velha mídia perder seu valor e sua história. FSP, shame on you! Nada mais lhe resta!

  5. Moraes diz que “internet deu voz aos imbecis” e que Judiciário “não vai se acovardar”
    O careca ridículo, após ter dito isto sobre imbecis, deveria ser o 1º a ser banido das redes. Pois ele tem se mostrado ser o imbecil maior deste país. Culpa do vampiro corrupto que o indicou ao STF. Aliás, STF transformou-se numa verdadeira latrina e órgão supremo de ilegalidades e corrupção. Quebrem os sigilos bancários e telefônicos desta laia, e o Brasil saberá com quem está lidando.

  6. Quando aparece alguém, em um jornal esquerdista, querendo dizer verdades, logo arranjam uma forma demagoga e incoerente de silencia-lo.
    “Demagogia e incoerência são marcas registradas do socialismo/ comunismo”.

  7. A “fóiarada” reforça sua autodecadência reforçando odientos conteúdos “politicamente corretos” a soldo da esquerdalha globalista daqui e dalhures. Vade retro !

  8. Então um tal jornalista ousou dizer o óbvio, que na condição humana, o ódio pode surgir na forma de racismo indiscriminadamente, tanto de de negros contra brancos quanto de brancos contra negros. E a Folha logo se remoeu, afinal essa tese não agrada os objetivos de uma certa agenda progressista, que é a essência da luta política esquerdista. tem nas causas identitárias, feminismo, racismo, lgbt

    1. A “fóia” alimenta flagrante autodecadência robustecendo odientos conteúdos “politicamente corretos” a serviço da esquerdalha psicopata.

  9. Estou me repetindo, mas se a Raposa falasse ela diria:”Podem me entregar o galinheiro que eucuidarei muito bem das galinhas, se necessário, com minha própria vida”. Emminha opinião o racismo e a injúria racial são coisas deploráveis, mas quanto mais se falar a respeito,mais imbecís racistas vão aparecer. Tratar pessoas (qualquer pessoa) com respeito tem respeito como resposta. Vi isso nos EUA em “n” viagens que fiz, onde a pergunta mais comunm que ouvi foi “where are you from, sir? – de onde o senhor é?”

  10. Antonio Risério falou corretamente. O racismo existe de negros para brancos também, assim como entre outras raças. O melhor e mais correto é dizermos etinias.

  11. O politicamente correto cala até quem tem o dever de falar, de pensar e principalmente de informar. Entramos na era da covardia frente ao cancelamento e a necessidade de cumprir o politicamente correto. Idiotas!

    1. Por que será que estes movimentos acham que negros, gays precisam serem protegidos? Temos leis para protege-los! Nós somos humanos, ninguém é perfeito, por isso, existe negros que tem preconceito com brancos sim. Eu mesma conheci, ele dizia que jamais casaria com uma branca, isso é preconceito? Mas eu respeitei a opinião dele!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.