Buscas no Google por "seguro desemprego" têm recorde - Revista Oeste

Em 31 mar 2020, 16:47

Buscas no Google por “seguro desemprego” têm recorde

31 mar 2020, 16:47

Movimento acompanha projeções de que as demissões devem crescer em meio à pandemia

Foto: Agência Brasil

Com o comércio fechado por causa da pandemia do coronavírus, as buscas no Google por “seguro desemprego” bateram  recorde no Brasil.

Segundo a Bites, empresa especialista em levantamento de dados, o termo teve o maior nível de acessos em 52 semanas.

O interesse sobre o termo “seguro desemprego” no Google aponta para um cenário pessimista e de muitas incertezas para os próximos meses no país. A procura indica que muitas pessoas já foram demitidas ou estão preocupadas em perder o emprego em meio às paralisações, que têm afetado duramente as empresas.

Em entrevista ao jornal Valor , o economista-chefe da Genial Investimentos, José Márcio Camargo, garante que a taxa de desemprego no Brasil vai explodir.

“Nessa estrategia de isolamento geral as empresas não vão ter dinheiro para pagar salário, consequentemente vão ter que demitir seus trabalhadores”, afirma.

A taxa de desemprego vinha caindo lentamente nos últimos meses e chegou a 11,2% no trimestre encerrado em janeiro, segundo o IBGE.

Segundo Juan Jensen, sócio da 4E Consultoria, para o jornal Valor:

“Os próximos três meses serão os mais complicados para o mercado de trabalho. As demissões já começaram e vão subir até maio”, diz Jensen.

 

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Coronavírus

Revista Oeste — Edição 27 — 25/09/2020

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês