Câmara da Bolívia aprova projeto que adia eleições gerais - Revista Oeste

Em 30 abr 2020, 14:50

Câmara da Bolívia aprova projeto que adia eleições gerais

30 abr 2020, 14:50

Votações devem acontecer em um prazo de 90 dias a partir da promulgação da lei

Assembleia Legislativa Plurinacional da Bolívia, em La Paz, sede do Poder Legislativo nacional | Foto: Divulgação

A Câmara dos Deputados da Bolívia aprovou, ontem, o projeto de Lei de Adiamento das Eleições Gerais, que determina que as votações devem acontecer em um prazo de 90 dias a partir da promulgação da lei.

O projeto vai agora para revisão no Senado e depois será encaminhado ao governo para promulgação. Serão escolhidos presidente, vice-presidente, deputados e senadores.

“As eleições gerais de 2020 convocadas para o domingo, 3 de maio, pelo Tribunal Supremo Eleitoral, foram adiadas devido à situação de emergência sanitária e às medidas estatais de prevenção e atenção, resultado da pandemia da covid-19, que impedem a sua realização na data prevista”, diz o Artigo 1º do projeto de lei.

O projeto foi enviado pelo Tribunal Supremo Eleitoral (TSE), que originalmente propôs que as eleições fossem realizadas entre 28 de junho e 27 de setembro deste ano, de acordo com a Agência Brasil.

Mas a Câmara dos Deputados, cuja maioria é do Movimento ao Socialismo (MAS), partido do ex-presidente Evo Morales, modificou a norma para que as eleições sejam realizadas dentro de um período máximo de 90 dias corridos a partir de sua promulgação.

No entanto, o TSE irá determinar a data exata do pleito, de acordo com critérios técnicos e científicos para garantir que os direitos políticos sejam exercidos plenamente e que sejam tomados os cuidados necessários para que não haja disseminação do novo coronavírus.

 

TAGS

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Coronavírus

Assine a nossa news

Revista Oeste — Edição 10 — 29/05/2020

Oeste Notícias