Câmara pode criar três novos Tribunais Regionais Federais - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 24 ago 2020, 14:55

Câmara pode criar três novos Tribunais Regionais Federais

24 ago 2020, 14:55

Enquanto defensores dizem que a criação dos tribunais desafogaria o Judiciário, opositores argumentam que o projeto aumentaria os custos

tribunais

Judiciário custou R$ 49,9 bilhões em 2019 | Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

Está na pauta da Câmara dos Deputados desta semana o Projeto de Lei 5919/2019, que trata da criação de Tribunal Regional Federal da 6ª Região, com sede em Minas Gerais. Contudo, os parlamentares tentam, na mesma proposta, emplacar outros dois tribunais.

Uma emenda apresentada por deputados do PT, PCdoB, Republicanos, PSB e PDT pede a criação de um Tribunal Regional Federal com sede em Salvador. Essa juridição ficaria responsável pelos Estados da Bahia e de Sergipe.

A emenda prevê a transformação de 13 cargos de juiz federal substituto em 11 cargos de juiz de Tribunal Regional Federal. Cada juiz passaria a custar R$ 35.462,22 por mês aos cofres públicos. Além disso, o novo TRF passaria a contar com 258 cargos comissionados entre técnicos e analistas judiciários.

Leia mais: “O dossiê completo dos gastos do STF”

Outra emenda, assinada pelo deputado Ney Leprevost (PSD-PR), prevê a criação do Tribunal Regional Federal do Paraná, com sede em Curitiba. Contudo, o parlamentar não especificou quantos juízes nem qual seria a estrutura necessária para o novo TRF.

Divergências

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a medida “parece uma incoerência” em um cenário de contenção de gastos. No entanto, cumpriria o acordo com o relator do projeto, deputado Fábio Ramalho (MDB-MG), para pautar a proposta. Conforme Oeste mostrou, o Judiciário custou em 2019 quase R$ 50 bilhões aos cofres públicos. Ou inacreditáveis R$ 1.500 a cada segundo.

“Sempre fui contra a criação de qualquer outro tribunal. De fato, parece uma incoerência. Estamos preocupados com gastos e vamos criar gasto permanente. Respeito quem pensa o contrário, mas haverá aumento de despesa”, disse Maia.

Entretanto, o relator argumenta que o principal objetivo é dar mais agilidade aos julgamentos de processos na segunda instância. Além disso, Ramalho destacou que a efetiva instalação do novo tribunal ocorrerá somente depois do fim do estado de calamidade pública devido ao coronavírus.

A proposta é de autoria do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, e conta com apoio da bancada mineira e de parlamentares do Centrão.

Sobre as demandas para os tribunais de Salvador e do Paraná, o deputado Ramalho ainda não apresentou relatório se acataria ou não as emendas.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 Comentários

  1. Reparem nos partidos citados. Vcs acham q algum deles tem coragem d frear a gastança do judiciário? Em sua maioria estão enrolados até o pescoço. O escárnio q esses poderes fazem com a população é uma cusparada na cara do povo, e não serão esses políticos eleitos em 2018 q terão coragem d corrigir o rumo do Brasil. Não entreguem suas prefeituras a esses partidos.

    Responder
  2. O judiciário já é um poder por demais inchado, e improdutivo. Vão criar mais? Onde está a responsabilidade dessa câmara com a contenção de gastos? Estão preocupados com o Brasil? Não! Não estão!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Um caso de amor com a tirania

Na França, é cada vez mais evidente o namoro com o autoritarismo sob o disfarce da racionalidade, da competência administrativa, do bem comum, da justiça social

A obsessão da imprensa por Donald Trump

Com o único propósito de ser anti-Trump, a mídia não saberá o que fazer se não puder culpar o bufão laranja por todo o mal que eventualmente venha a acontecer

O Guevara da Daslu

Faça como Doria. Pare diante do espelho, fale meia dúzia de clichês do humanismo de butique e note que você também tem um corpinho de centro-esquerda

A China e a fábula dos pardais

Enquanto o discurso ambientalista foca a Amazônia e as mudanças climáticas, a China segue com suas práticas predatórias e não assume responsabilidades

O gênio e o mito

Maradona não deveria ser uma referência moral para ninguém. Mas é um equívoco não homenageá-lo por seu futebol-arte

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

O que é o projeto BR do Mar?

O que é o projeto BR do Mar?

Texto tramita em regime de urgência na Câmara dos Deputados e pode ser votado a qualquer momento no plenário...
É o “mecanismo”

É o “mecanismo”

A 3ª maior doadora da campanha paulistana do PSOL é uma herdeira da empreiteira de obras públicas Andrade Gutierrez...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês